Coragem e a ambição para um futuro melhor

O plano que o consultor António Costa Silva apresentou ao Governo com uma “Visão Estratégica para o Plano de Recuperação Económica e Social de Port...

O rock é uma passagem para a outra margem

Certos grupos de rock, pela sua inovação, revelam-se marcantes na época em que aparecem e também para o futuro. E poucos, como os portuenses Jafume...

Despesa pública

Já ouvimos falar vezes sem conta de tempos de vacas magras. No entanto, ninguém se lembrará de um défice de 16,5% num trimestre e cuja redução vai ...

Limitação extraordinária de pagamentos por conta

A Assembleia da República aprovou, a Lei n.º 27-A/2020, de 24/7 que procede à alteração de diversos diplomas, nomeadamente o seguinte: Limitação ex...

De novo o Padre António Vieira

A ignomínia do acto que vandalizou a estátua do Padre António Vieira, a maior figura do Portugal seiscentista e uma das maiores da História da Huma...

Quem vier cá a casa leva sempre algo no regaço

O mês de agosto é para os hortelãos o mês da abundância, é época em que quem vier cá a casa leva sempre algo no regaço, porque a natureza é generos...

14 de Agosto – o dia da Batalha de Aljubarrota e da morte do rei que a comandou

No mês em que se celebra a Batalha de Aljubarrota, recordamos o rei que a comandou, no dia 14 de agosto de 1385. D. João I nasceu a 11 de abril ...

Os nossos “amigos” ingleses

Para os batalhenses, agosto costuma ser um mês especial, dadas as afamadas festas anuais, sendo também a 14 o feriado municipal, por corresponder a...

Prelúdio das Almas Gémeas

  - Em que pensas, Francisco? - Em como é diferente o amor em Portugal… - Pára de citar o Júlio Dantas. - Preferes o Almada Negreiros? ...

IVA da eletricidade baixa para a taxa intermédia de 13%

IVA da eletricidade baixa para a taxa intermédia (13%) em dezembro de 2020. Serão aplicadas taxas de IVA diferenciadas em função de escalões de con...

Novas tecnologias e a robótica irão marcar os próximos anos

Onde estava e o que fazia há 30 anos? Estava na freguesia da Batalha, trabalhava numa empresa de máquinas agrícolas. Hoje trabalho como serralhe...

Continuar a apoiar o associativismo sem procurar mediatismo

Onde estava e o que fazia há 30 anos? Há 30 anos, residia na casa dos meus pais no Reguengo do Fetal e encontrava-me a estudar no Agrupamento de...

Amália, a voz de Portugal

Se olharmos para o fado sem preconceitos, como sendo a canção portuguesa por excelência, então teremos de considerar Amália Rodrigues o seu expoent...

Trinta anos de liberdade para criar

O Jornal que agora completa trinta anos de existência sempre me acompanhou, não fosse eu um ano mais novo que este periódico. Lembro-me de olhar pa...

O que quebra um vime, não quebra um feixe

Quanto tempo tem 30 anos. A resposta é impossível. As nossas experiências, a maneira como as vivemos e a forma como as ordenamos na gaveta da impor...