Voluntários limpam margens do rio Lena na Batalha

A 2ª edição da “Caça ao Lixo no Vale do Lena”, promovida pelo grupo Aves da Batalha, com a colaboração da junta de freguesia, recolheu durante uma manhã 20 sacos de diversos detritos abandonados nas margens do rio Lena.

Nesta atividade, desenvolvida no domingo, 2, participaram 18 pessoas (crianças, jovens e adultos), batalhenses e residentes noutros concelhos, que limparam um troço do vale entre a Batalha e as Brancas, bem como uma parte da estrada da Arrufeira.

No total foram recolhidos 20 sacos de lixo, composto, por exemplo, por garrafas de plástico, tubos de plástico usados na agricultura, pneus e garrafas de vidro.

“Foi sem dúvida uma manhã bem passada e um momento de união que permitiu tornar o nosso vale bem mais agradável e saudável”, afirma João Tomás, fundador do grupo Aves da Batalha, que agradece aos participantes a sua colaboração na atividade.

“Agora há que passar a mensagem de que o lixo tem o seu devido lugar e não custa assim tanto manter o ambiente o mais limpo possível. As gerações futuras merecem-no”, adianta João Tomás.

Quanto a atividades futuras, está agendada uma saída de campo para observação de aves no vale do Lena (percurso e data a definir) ainda este mês ou em Outubro. No que respeita a recolhas de lixo, o grupo vai estudar “locais que estejam a precisar de intervenção”.

Na origem desta “caça ao lixo” está o facto de “alguns observadores de aves se queixarem de haver bastante nalguns locais do vale, sobretudo no troço entre a Batalha e a Golpilheira”, explica o fundador do grupo Aves da Batalha.

“A existência de locais com lixo e onde ocorre a deposição frequente de entulho contribui para um vale menos saudável e menos atrativo para a realização de atividades na natureza”, adianta João Tomás, explicando que esta foi uma das razões para a realização da 1ª edição da "Caça ao Lixo no Vale do Lena", que decorreu a 29 de julho.

Esta atividade, que surgiu também “para tentar erradicar esses locais poluídos e para alertar a população do concelho para esta problemática”, foi aberta ao público em geral.

Numa manhã foram recolhidos oito sacos grandes de lixo, entre garrafas e garrafões de plástico, pneus de carro, peças de roupa e materiais diversos.

A recolha, em locais previamente selecionados, considerados os mais críticos, decorreu durante uma caminhada ao longo do vale.

Apesar da grande quantidade recolhida, foram detetados mais locais com lixo e entulho e, numa visita posterior ao segmento do vale Batalha – Brancas, encontraram-se ainda outras áreas que precisam de uma intervenção de limpeza.

Por isso, o grupo Aves da Batalha decidiu organizar a 2ª edição da “caça ao lixo”. “Sabemos que este tipo de atividades é fundamental para a preservação dos ecossistemas, podendo ser este tipo de atitudes proativas responsáveis pela salvaguarda dos recursos naturais para as gerações seguintes”, diz João Tomás.

O grupo Aves da Batalha visa dar a conhecer e promover a avifauna, mas também os outras espécies que que se podem encontrar no concelho da Batalha.

Já realizou duas atividades de observação de aves no vale do Lena, nos dias 6 de maio e 22 de julho, nas quais participou uma dúzia de pessoas, entre observadores, fotógrafos e curiosos.

Segundo João Tomás, “o vale do Lena é dos melhores locais do concelho para a prática de passeios na natureza, caminhadas e corridas, possuindo uma grande diversidade de habitats”.

Neste vale já foram registadas 115 espécies de aves e observadas lontras, “o que demonstra o quão rico é em termos de fauna e o quão imperativo é a sua preservação por parte do batalhenses”, conclui o fundador do grupo.


NESTA SECÇÃO

Apreendidas armas a suspeito de bater na mulher

A GNR apreendeu 14 armas a um homem residente no Concelho da Batalha, que está a ser investi...

Concelho recusa plantação de mais 20 hectares de eucalipto

A Câmara da Batalha “discorda” da proposta de Plano de Ordenamento Florestal do Centro Litor...

Município pede empenho do governo numa solução para a despoluição

A Câmara da Batalha solicitou ao primeiro-ministro, no início deste mês, “a clarificação da ...