Célia Ferreira

AMHO A Minha Horta

Uma horta gera alimento e alento

Agora que vos escrevo, olho pela janela e como chove lá fora, só me lembro do velho ditado: abril, águas mil. Estamos a viver uma época muito conturbada, algo que não vemos e nos pôs a todos em alerta.

Nesta altura sinto-me ainda mais abençoada por viver no campo. Aqui temos terreno em volta da casa que nos permite não nos sentirmos tão presos e ainda podemos produzir alimentos.

O que nos espera não sabemos, mas por aqui aumentámos o efetivo de animais e aumentámos a área cultivada, e nunca se nos acaba o que fazer. Tédio? Não aparece por cá, quem tem uma horta, sabe do que falo, uma horta gera alimento e alento.

Qualquer mudança nas nossas vidas induz-nos aprendizagens - esta será uma mudança coletiva, espero sinceramente que a aprendizagem coletiva também seja grande e que cada um de nós aprenda o que tiver para aprender e siga em frente com a sua vida.

Se vamos ficar todos bem, já vimos que não, mas haveremos de superar o que vier, com a determinação de que enquanto cá andarmos faremos o melhor que pudermos/conseguirmos.

Há dias arranjei uma dúzia de frangos para criar, ora alguns dias depois vieram noites muito frias e o tempo ainda continua instável. Para aumentar a resistência dos pequenos animais, coloquei na água sementes de urtigas, pois sei que contêm diversos nutrientes muito interessantes (também para nós) e a verdade é que, apesar de virem de ambiente mais quente e protegido, superaram as primeiras noites e estão a crescer a bom ritmo.

Também nesta época é normal colocarmos nos nossos quintais plantas jovens, ou fazer sementeiras. Por aqui, como não uso químicos, costumo fazer armadilhas para os caracóis e lesmas (coloco um saco de serapilheira, ou tecido escuro humedecido até com um pouco de leite e de manhã, ao levantar o tecido encontramos por debaixo diversos animais do género a dormir, depois ofereço-os às galinhas que sabem o que fazer com eles). Também para proteger as tenras plantas (principalmente os pepineiros) faço uma água picante e mal cheirosa, com que os borrifo (coloco em água cebola+alho+malagueta) trituro e deixo marinar, depois borrifo as plântulas - este ano também coloquei em redor pedaços de cebola, espero que o seu aroma intenso dissuada o garo dos caracóis e lesmas, depois confirmo.

Já vos falei aqui das plantas que juntas crescem melhor – ou pior (consorciações favoráveis e desfavoráveis), hoje deixo-vos algumas dicas para as principais culturas:

Batata+ feijão – em filas alternadas, protege a batata do escaravelho, se colocar na bordadura do batatal geranio aromático também se torna muito útil.

Couve + aipo – o aipo afasta a lagarta da couve.

Espargo + tomate – afasta o gorgulho do espargo.

Tomate + manjericão – o tomateiro produz mais e melhor tomate e evita doenças do tomateiro (também fazem uma boa parelha no prato).

Pepino – feijão, são ótima companhia – evitar de todo colocar os pepinos perto dos tomateiros, para evitar as “moléstias” se tiverem pouco espaço coloquem entre as plantas uma fila de feijão.

Meção e cebola – uma cebola junto a cada pé de melão protege do fusário.

Cenoura com bordadura de alhos ou cebola – protege da mosca da cenoura.

Tomilho ou capuchinhas junto às couves, repelem a mosca da couve.

Na minha horta as bordaduras são todas repletas de flores e plantas aromáticas e o certo é que nunca pulverizo contra nenhum inseto, pois eles não aparecem em número suficiente para realizar estragos. Tenho desde capuchinhas, cravos túnicos, borragem, calêndulas, tomilhos, pelargónio e aromáticos. Colocados do lado do vento dominante fazem maravilhas pela nossa horta.

Hortícolas para Semear e/ou plantar ao ar livre: abóboras, aipo, alfaces, alho francês, batatas, beringelas, beterrabas, broculos, cebolas, cenouras, coentros, couves-flôr, couves- repolho, couve-rábano, espinafres, ervilhas, girassol, malaguetas, milho nabiças, nabos, pepinos, pimentos, salsa, tomates, rabanetes, rúcula, calêndulas.

Jardim, semear: amores perfeitos (flores comestiveis), cravos, crisântemos, dálias, bocas de lobo, capuchinhas (estas são excelentes para circundar a nossa horta), agrião de jardim, calêndulas

Arbustos e arvores de fruto para plantar: a


NESTA SECÇÃO

O impacto da Covid-19 na sociedade e o papel das lideranças

Numa altura em que se vive uma crise mundial associada à pandemia da Covid-19, provocada pel...

Não matem o mensageiro

A maioria de nós começa esta semana, de 13 a 17 de abril, a completar o primeiro mês de isol...

Covid-19: um vírus que assusta, uma sociedade que reage

O tema do Coronavírus (Covid-19) é incontornável e a sua evolução irá por certo dominar as p...