"Todos em risco de ter um familiar, amigo e conhecido infetado"

Comunicado da Santa Casa da Misericórdia da Batalha:

"Estimados Colaboradores,

Enfrentamos tempos únicos nas nossas vidas, onde todos experimentamos a nossa vulnerabilidade, fragilidade e pequenez.

Tudo ficou alterado e tudo vai ser redimensionado.

Este pequeno vírus, que provoca uma pandemia a uma escala nunca experimentada nas nossas vidas traz, além da doença e da morte, ansiedade, medo, e um tão grande conjunto de transformações que a nossa vida dificilmente será o que foi até aqui.

Não é fácil encontrar a reação justa diante da propagação deste surto.

Contudo, neste momento, são necessários gestos de humanismo, solidariedade e entrega, que ultrapassem os limites do laboral, do dever que tem que se cumprir.

Todos estamos em risco de ter algum familiar, amigo e conhecido infetado.

Por isso, o nosso papel, enquanto instituição de saúde, é colaborar com todas as diretivas do SNS.

Não podemos ceder ao medo, ao desânimo, mas com serenidade cumprir o nosso dever, adotando as medidas excecionais de proteção e de cuidados que esta pandemia exige.

Estamos cientes do esforço que nos vai ser pedido, por isso queremos dar uma palavra de ânimo e de conforto.

Se vai ser necessário o nosso bem estar físico, é igualmente importante o nosso bem estar psicológico: reagir ao desânimo, à fadiga, ao medo, à depressão.

Expressões derrotistas, desencorajadoras e fatalistas são muito prejudiciais!

Confiamos que iremos vencer!

Provedor / Corpo Clínico".


NESTA SECÇÃO

Coronavírus e a saúde da visão

O novo coronavírus está a levar o país a tomar medidas de contenção para controlar e combate...

Opinião: A sua USF Condestável na era pós-Covid-19

Proximidade: é esta a palavra que define a relação do Médico de Família com o seu utente e a...

Coronavírus e Fisioterapia

O que diferencia genuinamente a Fisioterapia das outras práticas de saúde ligadas à motricid...