Ana Caseiro (Cozinheira)

À Mesa

“Terra e Mar”

Começo por me apresentar. Chamo-me Ana Costa Caseiro, cozinheira no restaurante Muralhas, localizado em Andreus, Leiria. Estudei no Agrupamento de Escolas da Batalha e depois na Escola Superior de Turismo e Hotelaria de Seia a licenciatura Restauração e Catering, tive oportunidade de estagiar e trabalhar com chefs como Vítor Sobral (Tasca da Esquina), Miguel Laffan (Land’s Vineyards), Diogo Rocha (Mesa de Lemos) e José Avillez (Bairro do Avillez).

Nas seguintes edições vou apresentar várias receitas de fácil realização dando valor ao produto regional e nacional e à sazonalidade dos alimentos, aos restaurantes da região, praticas e tradições gastronómicas, desde entradas, pratos principais e sobremesas. Nas receitas vou falar em técnicas e de termos de cozinha como cortes de alimentos, tipos de confeção e conservação dos mesmos.

A primeira receita é um clássico de “Terra e Mar”, onde homenageamos o porco Malhado de Alcobaça. Foi desenvolvido pela população Malhado de Alcobaça (MA) e pelo veterinário Joaquim Inácio Ribeiro ao cruzarem porcos bísaros açorianos com porcos ingleses das raças Berkshire e Yorkshire. Tem características musculares idênticas à raça bísara de cor branca e preta. É a terceira raça suína autóctone portuguesa atrás da raça Alentejana e Bísara. Há criadores desta raça em toda a zona do oeste desde Alcobaça até Oeiras. Atualmente o porco Malhado de Alcobaça está a ser promovido pela Federação Portuguesa das Associações de Suinicultores, pela Associação dos Agricultores da Região de Alcobaça com o objetivos de desenvolver a divulgação, certificação e registo de marca.

A seguinte receita “Terra e Mar” com batata doce assada serve para duas pessoas.

 

Ingredientes:

400 gramas de carne de porco cachaço

8 unidades de camarão 30/40

3 dentes de alho

1 Pimento vermelho

Pickels de cebola e cenoura q.b.

Azeite q.b.

Louro 2 folhas

Pimenta preta q.b.

Picante q.b.

Coentros frescos 1 molho

Vinho branco q.b.

500 gramas de batata doce laranja

1 laranja

 

Preparação:

Cortar a carne em cubos (tamanho tipo rojões) com cerca de 2cm, descascar o camarão deixando a cauda e a cabeça. Picar o alho em brunesa (cubos pequenos), cortar cerca de meio pimento vermelho em juliana (tipo de corte em tiras) e picar os coentros. Lavar bem as batatas doces em água corrente porque vão ser assada com casca, cortar em gomos e temperar com sumo de uma laranja, sal fino, pimenta moída, um dente de alho picado finamente, folha de louro e fio de azeite, envolver tudo. Colocar dentro do forno a assar cerca de 35/40 minutos a 170º grau.

Dispor uma frigideira a aquecer, colocar fio de azeite e quando tiver quente colocar a carne, o alho e o louro a fritar, mexer de minuto a minuto. Passado cerca de 5/6 minutos refrescar o sauté (frigideira) com vinho branco e deixar reduzir o vinho para assim criar um molho. De seguida colocar o camarão já descascado dentro da frigideira e deixe cozinhar cerca de 2 minutos, temperar com sal quanto basta e picante ao gosto. Quando o corpo do camarão começa a criar a letra “C” é porque esta confecionado. Desligar do lume e terminar com coentros frescos e pickles a gosto. Espero que gostem desta receita e aceito sugestões sobre a zona região, desde restaurantes, iguarias, costumes gastronómicos e tradições.

 

 


NESTA SECÇÃO

Parque de eventos garante prémio nacional à autarquia

O Parque de Eventos Santa Maria da Vitória foi considerado o melhor projeto apresentado na c...

Cadastro simplificado avança no município

O Município da Batalha anunciou no dia 9 de março que vai começar a fazer a representação gr...

A revolução editorial - entrevista com Hugo Xavier

No ano de 2015 presenciámos uma mudança no paradigma editorial português, com o aparecimento...