Terceira vaga fez disparar o número de vítimas no concelho

O número de pessoas falecidas no concelho da Batalha com Covid-19 aumentou para 14 no último mês, segundo o boletim sobre a pandemia divulgado no dia 13 de fevereiro pelo Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Leiria.

No distrito de Leiria já não há concelhos sem registo de falecimentos, apresentando castanheira de Pera (4) Pedrógão Grande (6) e a Batalha números mais baixos. No caso da Batalha, há ainda a registar a morte de um cidadão natural do município, mas residente no distrito de Aveiro.

O concelho de Leiria apresenta o maior número de vítimas mortais (136), seguindo-se Caldas da Rainha (104) e Pombal (81).

No que respeita aos casos ativos, a Batalha apresenta 70, havendo seis concelhos com números inferiores. O município de Leiria concentra 747 casos ativos, seguindo-se Alcobaça (534) e Caldas da Rainha (492).

Desde o início da pandemia, revistaram-se 742 casos confirmados no concelho da Batalha.

Os municípios de Castanheira de Pera (157), Pedrógão Grande (195) e Figueiró dos Vinhos (407) são os menos afetados. Pelo contrário, Leiria (6.623), Pombal (3.113) e Alcobaça (2.845) apresentam o maior número de pessoas infetadas desde março de 2020.

A vacinação de idosos com 80 anos ou mais e de pessoas com comorbilidades de risco entre os 50 e os 79 anos abrange 1.500 pessoas no concelho da Batalha, segundo os dados dos serviços de saúde.

O processo de vacinação no Município da Batalha está a decorrer nas Instituições Particulares de Solidariedade Social (IPSS); em profissionais de saúde prioritários do sector privado e social, e elementos do corpo de bombeiros voluntários.

A convocatória de idosos com 80 anos ou mais e de pessoas com doenças de risco entre os 50 e 79 anos terá como método preferencial a mensagem SMS, conforme o definido pela Direção Geral de Saúde (DGS), apenas sujeito a inscrição online para as pessoas que não sejam seguidas pelo centro de saúde ou profissionais de saúde em prática isolada (https://covid19.min-saude.pt/vacinacao/).

⚠️ Os beneficiários que integrem esta primeira fase de vacinação serão contactados por SMS pelos serviços de saúde e terão de responder em 48 horas se aceitam o dia e hora marcada para a toma da vacina.

O centro de vacinação da Batalha está pronto a funcionar, com dois postos de vacinação disponíveis, que poderão ser ampliados para o dobro da capacidade nesta 1ª fase, com capacidade para atender 200 utentes por dia).

O Município da Batalha vai apoiar o Serviço Nacional de Saúde para arrancar com a vacinação no concelho, prevendo alargar a capacidade para as próximas fases de vacinação com utilização do Centro de Exposições da Batalha.

“Em reunião de trabalho com a coordenação da Unidade de Saúde Familiar da Batalha, foi possível identificar os possíveis ciclos de vacinação e cuja melhor planificação está dependente do fluxo de entrega das vacinas necessárias, uma vez que estão garantidas todas as demais condições logísticas e ao nível de recursos humanos”, explicou a câmara municipal em comunicado.

Entretanto, o município, através do serviço de proteção civil, ofereceu 50 mil máscaras cirúrgicas a alunos, docentes e pessoal não docente das escolas públicas do concelho – Pré-Escolar, 1º, 2.º e 3º Ciclos e Secundário.

Na sequência das visitas do serviço municipal de proteção civil aos estabelecimentos de ensino público do concelho para verificação do cumprimento das regras de segurança recomendadas pela DGS, nomeadamente nos horários de entrada dos alunos, os serviços municipais oferecem as máscaras, sensibilizando igualmente os mais jovens para a importância do seu uso diário, através da distribuição informação útil.

Desde maio de 2020 que a Câmara da Batalha começou a distribuir gratuitamente máscaras aos munícipes e empresas do concelho e também a pessoas com baixos rendimentos, desempregados e idosos. Este programa é assegurado com o apoio das juntas de freguesia e realizado através da plataforma www.batalhaonlife.pt, que também têm assegurado a inscrição para a realização de testes à Covid-19.


NESTA SECÇÃO

Batalha/autárquicas: CDS recandidata Horácio Francisco

O CDS anunciou esta terça-feira, dia 30, que recandidata à Câmara da Batalha o vereador Horá...

Ano da Imprensa Regional: "Proximidade insubstituível e fundamental"

Será com “uma série de iniciativas” que irão decorrer ao longo dos próximos meses e até ao f...

Raul Castro e António Lucas lideram candidatura independente

Os antigos presidentes do município Raul Castro e António Lucas devem ser os principais rost...