Sueli de São Mamede vai ao Miss Tourism

A jovem Filipa Barroso, de 18 anos, de Setúbal, foi eleita Miss Portuguesa 2017 durante a gala que decorreu no largo Infante D. Henrique, junto ao Mosteiro da Batalha, e vai representar Portugal no concurso Miss World 2017, de 16 de outubro a 19 de novembro em Singapura e China.

O título de 1ª Dama foi entregue a Vanessa Ribeiro, de 22 anos, que representou a comunidade portuguesa em França, tendo também ganho a categoria de Miss Fotogenia.

O titulo de 2ª Dama coube a Priscila Alves, de 22 anos, de Setúbal, que representará Portugal no Miss Supranacional, na Polónia.

A organização do Miss Portuguesa atribuiu ainda os títulos de Miss Desporto a Miriam Pedroso, de 23 anos, da Amadora; Miss Talento a Priscila Alves, Miss Popularidade a Tânia Ximenes, de 23 anos, de Gondomar e Miss Elegância a Mónica Jaco, da comunidade portuguesa da África do Sul. A jovem Sueli Moreira, de 23 anos, residente em São Mamede (Batalha) vai representar o país no Miss Tourism Queen International 2017, na China.

“Estou extremamente feliz, e quero orgulhar o meu país e representá-lo da melhor forma. Quero desde já deixar aqui um enorme agradecimento por todo o apoio. Muito obrigado”, disse a nova Miss Portuguesa.

Para o presidente da Câmara da Batalha, Paulo Batista Santos, “a eleição da Miss Portuguesa na Batalha, em 2016 e 2017, constitui um enorme motivo de orgulho”. O autarca adiantou que espetáculo “foi uma grande festa, que teve lugar num cenário único e distinto como é o Mosteiro da Batalha”.

A Gala Miss Portuguesa teve como apresentadores Ricardo Carriço, Joana Alvarenga e Patrícia Candoso e contou com as participações da dupla de bailarinos internacionais Ekaterina Krisanova e Victor Da Silva, do finalista do concurso The Voice Portugal, Guilherme Azevedo, do Luso-descendente NELZ e de Wanda Stuart.


NESTA SECÇÃO

Estudo de impacto ambiental da Barrosinha à beira do chumbo

O pedido de licenciamento da pedreira da Barrosinha, na freguesia de Reguengo do Fetal, está...

Pedreira da Barrosinha pode acabar em tribunal e com indemnizações

Há intervenções e decisões promovidas até agora por algumas entidades públicas e privadas no...

Ninguém quer a exploração de pedra na Barrosinha

A Assembleia de Freguesia do Reguengo do Fetal recusou por unanimidade a exploração da pedre...