Seis anos e meio de cadeia por tentar matar a mãe à facada

O Tribunal de Leiria condenou a seis anos e meio de prisão um homem pelo crime de homicídio simples na forma tentada, por em 2017 ter atacado à facada a sua mãe de acolhimento, na Batalha.

O condenado, J.P.B., hoje com 36 anos, empregado de hotelaria, já estava na cadeia a cumprir uma pena de cinco anos no âmbito de um processo em que foi acusado de quase assassinar a mulher por asfixia.

O tribunal, segundo o acórdão lido dia 6 deste mês, deu como provado que a a vítima e filho discutiram, por ela ter desligado o televisor. Nessa altura, o agressor começou a partir objetos e, quando a mãe telefonava para a GNR, tirou-lhe o aparelho para o chão, foi à cozinha buscar uma faca e ameaçou-a: “Vou-te matar!”.

O agressor empurrou e atirou ao chão a vítima - R.C., de 64 anos, reformada por invalidez-, que defendeu o pescoço com as mãos, pedindo ao filho para não a matar. J.P.B. atacou a mãe, acusando-a de ter ajudado a sua ex-mulher, mas o tribunal não deu como provado que a quisesse matar, demonstrado “sincero arrependimento”.

“Não estava nas minhas plenas faculdades. Ela jamais merecia uma coisa destas. Tem sido um sofrimento muito grande para ela”, disse J.P.B durante o julgamento, acrescentando: “Quero pedir perdão pelo que aconteceu, sinto bastante tristeza e amargura, foi uma situação pontual, não volta a acontecer”.

No caso da tentativa de assassínio da mulher, o Tribunal de Leiria condenou-o “como autor material e na forma tentada, de um crime de homicídio qualificado” a uma pena de cinco anos de prisão, suspensa por igual período.

O coletivo de juízes deu como provado que, no dia 7 de maio de 2015, o arguido esganou a mulher, M.S., de 39 anos, de nacionalidade brasileira, quase lhe provocando a morte. Para que o crime não tivesse sido concretizado, muito contribuiu a mãe do agressor - mais tarde por ele atacada à facada -, que deu um pontapé na porta do quarto, entrou, afastou o filho da vítima e ligou para o 112.


NESTA SECÇÃO

“Joia da Batalha” quer ser uma das “7 Maravilhas”

O Mosteiro do Leitão candidatou ao concurso “7 Maravilhas Doces de Portugal” um doce que bat...

Projetos do concelho no prémio “Ciência na Escola”

Três projetos de alunos do Concelho da Batalha passaram à fase de desenvolvimento da 16ª edi...

Moinho de Vento candidato ao prémio "Heróis da Fruta"

As turmas “Inventores”, “Sabichões” e "Os Traquinas", do Centro Infantil Moinho de Vento, sã...