Sagração da capela da Quinta do Escuteiro

O bispo D. António Marto descreveu como “um acontecimento muito significativo” a sagração do altar da capela da Quinta do Escuteiro, na Quinta do Sobrado, no Concelho da Batalha.

As cerimónias, no dia 22 de junho, tiveram início com uma pequena procissão que levou os presentes desde o refeitório da quinta até à capela. Embora esteja a ser utilizada desde 2015, apenas agora recebeu as “mesas” da Palavra e da Eucaristia, dois blocos em pedra tosca.

O arquiteto Humberto Dias, que projetou o edifício, explicou que foi “executado como uma típica construção escutista, feita de paus e amarrações, mas também de tijolos, pedras e até rochedos, lona e algum vidro”. “Esta capela foi desenhada como uma tenda, que tanto significado tem para os escuteiros, símbolo do desprendimento, da natureza errante e peregrina do escuteiro, mas também a tenda do tabernáculo, montada para o Senhor, qual companheiro de campanha que aqui na Quinta do Escuteiro, Jesus tantas vezes, acampa com os seus escuteiros”, descreveu.


NESTA SECÇÃO

Uma câmara mais perto das pessoas

  A governação de uma câmara municipal é uma função nobre, que deve ter as pessoas em pri...

A fundamental questão: por que nos candidatamos à presidência da Câmara da Batalha?

  A primeira análise que se deve fazer a uma candidatura política é a motivação dessa can...

Garantimos que a Batalha não se resumirá ao mosteiro

Apresento a minha candidatura pelos munícipes da Batalha. Estarei disponível para ouvir os p...