João Ramos

Fisioterapeuta

Rotura da coifa dos rotadores

A coifa dos rotadores é um conjunto de músculos e tendões que envolvem a articulação do ombro, fundamentais para o seu movimento.

A coifa dos rotadores é assim uma formação tendinosa de inserção dos músculos: supra-espinhoso, infra-espinhoso, infra-escapular e pequeno redondo.

Com o avançar da idade, aumenta a probabilidade de rotura da coifa. A maioria das lesões resulta de um excesso de uso do tendão. É um processo degenerativo que ocorre ao longo do tempo e é mais evidente no braço dominante. Cerca de um quinto dos idosos com queixas ao nível do ombro apresentam roturas completas, diagnosticadas cirurgicamente.

Em grande parte dos casos, o tendão do músculo supra-espinhoso é o mais afetado.

Os fatores desencadeantes desta lesão são: esforço brusco; sobre-uso; trauma (queda); síndrome do conflito sub-acromial e instabilidade multidireccional do ombro.

Este tipo de lesão é mais comum depois dos quarenta anos, nos atletas que praticam ténis, andebol, basebol, natação e levantamento do peso. Também apresentam uma grande probabilidade de desencadear esta disfunção profissões como: pintores, carpinteiros e outros profissionais que mantêm os braços acima da cabeça durante muito tempo.

O diagnóstico desta lesão bem como todo o processo de raciocínio clínico deverá passar por um Ortopedista que encaminhará para o tratamento mais específico para o seu caso.

Sinais e sintomas de rotura da coifa dos rotadores: história de traumatismo ou gestos repetitivos; dor localizada no ombro; incapacidade funcional para iniciar o movimento de abdução ativa do ombro, tornando-se mais fácil a partir dos noventa graus.

Os exames complementares de diagnóstico deverão ser prescritos pelo médico consoante o caso clínico, contudo os mais comuns para esta situação são a ecografia ao ombro e a ressonância magnética.

O tratamento irá depender da severidade e extensão da lesão. Em situações mais complexas poderá haver indicação de cirurgia; em roturas de menor severidade, a fisioterapia conseguirá eliminar a dor, recuperar a força e funcionalidade do membro lesionado.


NESTA SECÇÃO

Diabetes: um dia sem açúcar em família

A International Diabetes Federartion (IDF) comemora anualmente no dia 14 de novembro o Dia M...

Consulta pré-concecional: O que é? Qual a importância?

Já lá vai o tempo em que não era possível programar o nascimento de um filho. Não havia méto...

Maioria tem falta de dentes e há mais a não irem ao dentista

Mais de 30% da população revela que nunca vai ao médico dentista ou apenas vai em caso de ur...