Rosas do Lena quer enriquecer e impulsionar atividades

A direção do Rancho Folclórico Rosas do Lena, da Rebolaria (Batalha), há uma década dirigida por José António Vieira Bagagem, foi reeleita para o sexto mandato e o “seu propósito é manter a linha de rumo, com o empenho de sempre, dando continuidade a todas as atividades, com especial relevo para a mais antiga e prestigiada, a Gala de Folclore da Batalha”.

Segundo um comunicado do agrupamento, algumas das suas principais iniciativas anuais “serão impulsionadas e enriquecidas com inovações” e o rancho “continuará a participação nas manifestações culturais e festivas na vila, para as quais for solicitada pela câmara municipal, a que deve apoios decisivos, ou pela sua junta de freguesia e pelo Mosteiro de Santa Maria da Vitória”.

O museu etnográfico continuará a receber visitas de estudo, sobretudo das escolas. O espaço beneficiou este ano de “amplas obras de restauro das paredes, portas e janelas”, sendo “preocupação constante” do agrupamento “mantê-lo cuidado tendo em atenção o seu valor documental e histórico, a sua antiguidade e, muito particularmente, a salvaguarda do seu valioso espólio”.

O Rancho Folclórico Rosas do Lena promete ainda “manter uma pesquisa atenta do cancioneiro regional, em que recentemente teve oportunidade de fazer recolhas, duas das quais já incluídas no seu reportório; zelar pelo vasto património imobiliário e pelo recheio à salvaguarda das suas três secções principais: museu etnográfico, sede e casa da cultura”.

Quanto à sua Escola de Concertinas e de Harmónios, o rancho pondera, perante “tão evidentes resultados”, estudar “a possibilidade do seu alargamento a outros instrumentos”.

Atividades 2019

JANEIRO

De 18 a 21 — Deslocação à Ilha do Pico

FEVEREIRO

Oficinas de Arte e Ideias no Museu Etnográfico

MARCO

Dia 3 Participação no cortejo do Entrudo organizado pela Câmara Municipal da Batalha

ABRIL

Dia 14 - Organização do Encontro de Grupos que Entoam os Cânticos da Quaresma

Dia 27 — Encontro Nacional de Cantadores e Tocadores de Instrumentos Tradicionais.

MAIO

Dia 19 — Uma tarde na Ponte da Boitaca (artesanato ao vivo, venda de artesanato, taberna típica, animação musical, visita ao Centro de Interpretação da Batalha de Aljubarrota 1ª posição junto à Ponte da Boitaca). Peregrinação Nacional dos Grupos Folclóricos ao Santuário de Fátima

JUNHO

Participação na FIABA (Feira de Artesanato e Gastronomia da Batalha)

Deslocação ao Estrangeiro

JULHO

Dia 14 — 14° FestiBatalha. Compondo-se de várias vertentes, o FestiBatalha comporta um festival nacional de folclore, urna mostra/venda de produtos tradicionais de diversas regiões do nosso País, uma exibição de marchas e um baile popular.

AGOSTO

Dia 10 — 34ª Gala Internacional de Folclore da Batalha.

SETEMBRO

Participação no Mercado do Século XIX.

OUTUBRO

9ª ADIAFA CULTURAL, com especial relevo para a música, teatro e a poesia, e para a confraternização com os grupos congéneres do concelho e da região.

DEZEMBRO

Montagem de um presépio. Como vem acontecendo há anos, voltará a receber e a hospedar nas suas instalações grupos estrangeiros, que vêm participar nas galas internacionais da Batalha, no Festibatalha e noutras atividades.

Corpos gerentes para o Biénio 2019-2020

Assembleia-geral

Presidente: Joaquim Moreira Ruivo

1º Secretário: José António Pinheiro Jordão

2º Secretário: Patrícia Alexandra Moleano Calé

Direção

Presidente: José António Vieira Bagagem

Vice-Presidente: Nelson Silva Grosso

1ºSecretário: Beatriz Oliveira Moreira

2ºSecretário: Nancy Ribeiro Fonseca

Tesoureiro: Daniela Oliveira Moreira

Vice Tesoureiro: Catarina Marques Pinheiro

Vogais: Paulo Jorge Bagagem Jordão Oliveira

Maria Isabel de Sousa Martins Ligeiro

Beatriz Marques Vieira da Silva

Jéssica Vieira Tomás

Sara Filipa Moleano Calé

Luís Fernando Ramos Pinheiro

Conselho Fiscal

Presidente: Rui Manuel Soares Batista

Secretário: Augusto da Costa Ligeiro

Relator: Fernando Ribeiro dos Santos


NESTA SECÇÃO

Danças Ocultas dão espetáculo na Batalha

A organização do 37ª edição do Festival Música em Leiria anunciou esta terça-feira, 18, que ...

Receitas de “Uma Fada sem Asas” revertem para a Casa do Mimo

O livro “Uma Fada sem Asas”, da autoria de Cidália Silva (texto) e Margarida Oliveira (ilust...

Artistas da região expõem no 32º Salão de Outono

O 32º Salão de Outono da Galeria de Arte do Casino Estoril expõe até meados de janeiro obras...