Rosas do Lena deu espetáculo na Eslovénia (com vídeo)

O Rancho Folclórico Rosas do Lena concluiu a sua 32ª digressão ao estrangeiro com um conjunto de atuações em três municípios localizados na zona central da Eslovénia, no leste da Europa.

O grupo da Rebolaria, no concelho da Batalha, ficou alojado nas termas de Olímia, em Podčetrtek, e atuou por quatro vezes durante a digressão, no final de maio.

As atuações aconteceram por duas vezes no 12º Festival Internacional de Folclore de Kozje (26 de maio, ver vídeo); uma vez no Festival Internacional de Folclore de Smarje pri Jelsah (25 de maio), e outra em Podčetrtek.

Além do Rosas do Lena, exibiram-se grupos da Croácia, Ucrânia, Rússia, Servia, Itália e o grupo anfitrião de Kozje.

“Fomos muito bem recebidos. Ficámos hospedados numa instância termal com excelentes condições, no município de Podčetrtek, fizemos algumas visitas temáticas - museu do chocolate, um mosteiro -, e atuámos por quatro vezes”, resumiu o presidente da direção do grupo, José António Bagagem.

O grupo já fez 32 digressões, desde a Espanha à Rússia e da Sicília (Itália) à Estónia, sendo constantes os convites para participar nos mais prestigiosos festivais. Em Portugal participou em todos os grandes festivais e foi dos poucos convidados para a Expo 98 e para Guimarães Capital da Cultura Europeia.

Ao longo de 55 anos de história criou, entre outros espetáculos, criou “Um serão na Alta Estremadura”, as oficinas temáticas do museu etnográfico, as exposições “O museu desceu à vila” e o encontro de coros que entoam o Cântico da Quaresma.

Os encontros nacionais de cantadores e tocadores de instrumentos tradicionais, a “Festibatalha”, as “Tardes na Ponte da Boitaca” e as galas internacionais de folclore da Batalha, que vão na sua 33ª edição, são outras iniciativas que distinguem o Rosas do Lena, rancho que também fundou há 18 anos o Museu Etnográfico da Alta Estremadura e possui uma Escola de Concertinas e Harmónios.

O agrupamento, um dos mais prestigiados do país, tem abertas inscrições para os interessados em integrar os seus quadros (dançadores, tocadores, cantadores).

Os candidatos devem contactar o presidente da direção do grupo, José António Bagagem (telemóvel 965164735), dirigir-se à sede do agrupamento, na Rebolaria, às sextas-feiras, pelas 22h00, ou ainda, ao museu etnográfico, também na Rebolaria, aos domingos, entre as 15h00 e as 17h00.


NESTA SECÇÃO

Mosteiro digitaliza o seu ficheiro cronológico de fontes manuscritas

O Centro de Informação e Documentação do Mosteiro da Batalha teve a iniciativa de mandar dig...

Escritora do Reguengo do Fetal lança livro que é “choque intelectual”

A autora Margarida Poças Serrano apresenta o seu livro “Uma vida luso francesa – O Fado da M...

Três temas

Malala   Há prémios Nobel que foram dados com acerto, outros nem tanto, outro...