Rendimento das famílias do concelho cresceu mais de mil euros

Os agregados familiares do concelho da Batalha foram os que mais viram crescer o seu rendimento bruto mediano declarado em sede de IRS entre os concelhos do distrito, no triénio 2015/2017, segundo o estudo “Estatísticas do rendimento ao nível local”, agora divulgado pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

O crescimento registado no concelho foi de 1,077 euros, encontrando-se em segundo lugar Peniche (834 ) e em terceiro Porto de Mós (778 euros).

No que respeita aos contribuintes individuais (sujeitos passivos), mantém-se a ordem na tabela das famílias que mais viram aumentar o seu rendimento bruto declarado: Batalha (1.004 euros), Peniche (782) e Porto de Mós (747 euros).

Em 2017, as famílias do concelho declararam 11.853 euros de rendimento (a mediana do país é de 11.500), o que coloca o concelho entre os três melhores do distrito, apenas atrás da Marinha Grande (13.467) e Leiria (12.717 euros). No caso dos sujeitos passivos, mantém-se a ordem: Marinha Grande (10.535 euros), Leiria (9.834) e Batalha (9.060 euros). Em qualquer dos casos, o concelho cresceu acima das medianas distritais e nacionais.

No conjunto das famílias, o Município da Batalha ocupa a oitava posição dos concelhos que mais cresceram no período em análise (12,477 milhões de euros), para um resultado absoluto em 2017 de 122,932 milhões de euros.

O estudo “Estatísticas do rendimento ao nível local’, elaborado com base nos dados de liquidação do IRS, indica que o rendimento global do distrito em 2017 foi superior a 3,6 mil milhões de euros, o que corresponde a uma mediana de 10.602 euros por família, quase 900 euros abaixo do verificado no país.

O concelho de Leiria lidera a tabela regional e é o único acima dos mil milhões de euros. A seguir encontram-se as Caldas da Rainha e Alcobaça: as famílias residentes em cada um dos municípios declararam às Finanças mais de 400 milhões de euros em 2017.

No período de três anos fiscais (2105, 2016 e 2017) o rendimento dos agregados do distrito cresceu 317 milhões de euros: Leiria mais 107 milhões de euros, à frente de Caldas das Rainha, Alcobaça e Marinha Grande, os únicos que aumentaram as receitas mais de 30 milhões de euros.

O rendimento anual mediano das famílias subiu no período 661 euros no distrito, em linha com o comportamento registado a nível nacional.

Em termos percentuais, o rendimento subiu 6,64% no distrito, acima dos 6,16% a nível nacional, no período estudado pelo INE. A Batalha (9,99%), Peniche (8,40%) e Ansião (8,37%) ocupam os três lugares do pódio.

Quanto aos contribuintes considerados individualmente (sujeitos passivos), cada morador no distrito obteve 8.240 euros de rendimento em 2017, mais de 700 euros abaixo do resultado do país.

A receita mediana por contribuinte subiu 716 euros no distrito, entre 2012 e 2017, quatro euros menos do que o valor apurado a nível nacional. Os maiores aumentos do rendimento bruto registam-se na Batalha, seguindo-se Óbidos e Leiria.

Se atendermos a uma análise percentual, verifica-se que a receita subiu 9,52%% no distrito, acima dos 8,74% apurados a nível nacional. A Batalha (12,46%), Alvaiázere (11,63%) e Ansião (10,93%) ocupam os três lugares do pódio distrital.

 


NESTA SECÇÃO

Batalha suspende atividade dos vendedores itinerantes

A Câmara da Batalha decidiu suspender a atividade dos vendedores itinerantes, porque “compor...

Batalha: supermercados, mercearias e talhos abertos

A Câmara da Batalha publicou esta segunda-feira, dia 23, uma listagem de supermercados, merc...

Exportações da Batalha valem 60,7 milhões

As empresas do Concelho da Batalha exportaram mercadorias no valor de 60,7 milhões no ano pa...