Reguengo: tempestade Ana destrói palmeira histórica

A tempestade Ana destruiu na madrugada desta segunda-feira, 11, a palmeira situada no centro de Reguengo do Fetal, no concelho da Batalha, considerada um símbolo da localidade.

A proteção civil do concelho registou "mais de duas dezenas de ocorrências, já todas resolvidas", revelou o presidente da câmara, Paulo Batista Santos, adiantando que há "apenas a lamentar alguns prejuízos materiais resultantes da queda da histórica palmeira" no Largo da Fonte, em Reguengo do Fetal.

"Os seguros foram accionados e a situação será resposta. Esta manhã continuam os trabalhos de limpeza e algumas reparações pela EDP", adianta o autarca.

As ações da proteção civil relacionadas com a tempestade Ana envolveram diferentes meios, nomeadamente dos bombeiros e da GNR da Batalha, que Paulo Batista Santos considera terem sido "inexcedíveis na ajuda às populações"


NESTA SECÇÃO

Uma câmara mais perto das pessoas

  A governação de uma câmara municipal é uma função nobre, que deve ter as pessoas em pri...

Garantimos que a Batalha não se resumirá ao mosteiro

Apresento a minha candidatura pelos munícipes da Batalha. Estarei disponível para ouvir os p...

A fundamental questão: por que nos candidatamos à presidência da Câmara da Batalha?

  A primeira análise que se deve fazer a uma candidatura política é a motivação dessa can...