Região centro viveu o melhor abril de sempre em termos de turismo

O mês de abril de 2022 foi o melhor abril de sempre para a atividade turística no Centro de Portugal, superando os resultados históricos pré-pandemia. Os números divulgados no último dia de maio pelo INE – Instituto Nacional de Estatística comprovam que o retraimento na procura provocado pela Covid-19 foi já ultrapassado e deixam excelentes indicações para o resto do ano.

No total de dormidas, o mês de abril de 2022, em comparação com o mesmo mês em 2019 (que tinha sido o melhor até à data), registou um aumento percentual de 2,5% no Centro de Portugal: tinham sido 590.560 em abril de 2019 e foram 605.511 no mesmo mês de 2022, de acordo com a estimativa rápida do INE. Ou seja, verificaram-se mais 14.951 dormidas. Este aumento de 2,5% é superior à média nacional, que se cifrou nos 1%. Note-se que as dormidas caíram de forma abrupta nos anos da pandemia: 20.017 em abril de 2020 e 144.506 em abril de 2021.

É de sublinhar que a subida foi mais significativa entre os visitantes nacionais, cujas dormidas cresceram 18,4%, entre abril de 2019 e abril de 2022, para 384.034 – um sinal de que o Centro de Portugal continua a ser um destino preferido dos portugueses. As dormidas com origem no estrangeiro ainda não estão ao nível de 2019, mas aproximam-se cada vez mais: 266.271 em abril de 2019, 221.477 em abril de 2022.

Merecedor de destaque é também o indicador da estada média nos estabelecimentos de alojamento turístico, que subiu de 1,70 noites, em abril de 2019, para 1,76 noites, em abril de 2022 – os visitantes estão a ficar cada vez mais tempo nos alojamentos.

“Os indicadores de que já dispúnhamos mostravam que a atividade turística no Centro de Portugal tinha sido excelente em abril, mês da Páscoa, em que houve vários alojamentos com a lotação esgotada. Se nada de anormal acontecer, é expectável que tenhamos um ano de 2022 histórico, com níveis de procura superiores aos dos melhores anos pré-pandemia. É um balão de oxigénio para os empresários do setor, que mostraram uma resiliência extraordinária durante os últimos dois anos e que merecem estes resultados tão animadores”, diz o presidente do Turismo Centro de Portugal, Pedro Machado.

Se consideramos o conjunto acumulado dos primeiros quatro meses de 2022, de janeiro a abril, os números do Centro de Portugal são também promissores. As dormidas de visitantes nacionais aumentaram 7,7% em relação ao mesmo período de 2019, de 1.018.033 para 1.096.166. As dormidas totais, incluindo estrangeiros, estão também em plena recuperação: 1,66 milhões entre janeiro e abril de 2019, face a 1,58 milhões entre janeiro e abril de 2022.


NESTA SECÇÃO

Empresários reclamam medidas urgentes para enfrentar adversidades do próximo ano

“Mais de meia sessenta de empresários do concelho participaram nas sessões sectoriais realiz...

Protocolo

A Câmara da Batalha assinou no dia 12 de novembro um protocolo de cooperação com a Câmara de...

OE prevê transferir 5,6 milhões dos impostos para o município

A proposta de Orçamento do Estado para 2023 (OE2023), entregue no dia 10 de outubro pelo min...