Região Centro vive o melhor agosto de sempre em afluência de turistas

O mês de agosto foi o melhor mês de sempre para a atividade turística no Centro de Portugal, tanto em número de dormidas como em hóspedes. Números dados a conhecer pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), mostram igualmente que a procura da região está a crescer acima da média nacional.

No mês de agosto de 2022, em comparação com o mesmo mês de 2019, que era a referência máxima, o total de dormidas aumentou cerca de 7% no Centro de Portugal: verificaram-se 1.151.520 dormidas em agosto de 2022 e estas foram 1.075.817 no mesmo mês de 2019, num crescimento de 75.703 dormidas. Este aumento de 7% superou a média nacional, que subiu 2,8%.

A subida foi mais notória entre os visitantes nacionais, cujas dormidas cresceram 14,3%, para 700.046, entre agosto de 2019 e agosto de 2022. Uma demonstração de que, ano após ano, o Centro de Portugal é um destino que reúne a preferência de cada vez mais residentes no nosso país. De notar que as dormidas com origem no estrangeiro estão cada vez mais próximas dos valores recorde, apesar da conjuntura internacional difícil: foram 451.474 em agosto de 2022, face a 463.388 no mesmo mês de 2019. Para se ter uma melhor perceção da recuperação, em agosto de 2021 este indicador foi de apenas 227.172 dormidas.

Relativamente ao número de hóspedes, o Centro de Portugal cresceu 3,2%. Em agosto de 2019 tinham sido registados 541.183 hóspedes na região; em agosto de 2022 foram 558.479.

Esta tendência de subida torna-se ainda mais expressiva se analisarmos os meses tradicionalmente mais associados às férias de verão. Assim, nos três meses de junho, julho e agosto de 2022, o total de dormidas na região foi de 2,67 milhões, face aos 2,54 milhões de 2019 – uma subida de cerca de 130 mil dormidas, ou de 5,1 por cento. Neste período, as dormidas dos visitantes nacionais na região cresceram 15,5%.

Se consideramos o conjunto acumulado do ano, de janeiro a agosto de 2022, os números do Centro de Portugal são também muito positivos, deixando antever que este vai ser o melhor ano de sempre para o turismo na região: entre janeiro e agosto, as dormidas aumentaram de 4,844 milhões, em 2019, para 4,846 milhões, em 2022.

“Os números agora conhecidos relativos a agosto constituem um grande estímulo para a região Centro de Portugal. São resultados extremamente animadores para os empresários e para quem vive nestes territórios. É para todos eles que trabalhamos todos os dias”, salienta Pedro Machado, presidente do Turismo Centro de Portugal.

“É de saudar, em especial, a preferência clara dos nossos compatriotas pelo Centro de Portugal: nunca tantos visitantes portugueses dormiram na região como em agosto deste ano. Mas há que aplaudir também o regresso dos mercados internacionais, em número que se aproxima dos melhores meses de sempre e apesar das dificuldades pós-pandemia”, acrescenta Pedro Machado.


NESTA SECÇÃO

Empresários reclamam medidas urgentes para enfrentar adversidades do próximo ano

“Mais de meia sessenta de empresários do concelho participaram nas sessões sectoriais realiz...

Protocolo

A Câmara da Batalha assinou no dia 12 de novembro um protocolo de cooperação com a Câmara de...

OE prevê transferir 5,6 milhões dos impostos para o município

A proposta de Orçamento do Estado para 2023 (OE2023), entregue no dia 10 de outubro pelo min...