Prossegue na Batalha o julgamento dos acusados de matar Valentina

O julgamento do pai e da madrasta acusados de matar Valentina vai prosseguir no Auditório Municipal da Batalha, uma vez que o Tribunal de Leiria não tem condições, devido às contingências da pandemia, para instalar todos os jornalistas interessados no julgamento.

O Auditório Municipal da Batalha poderá receber um maior um número de representantes da Imprensa, na segunda sessão do julgamento, marcada para o dia 24 de março.

A sala do Tribunal de Leiria onde esta quarta-feira, dia 17, decorreu a primeira audiência do julgamento, foi pequena para receber os profissionais da comunicação social - devido às restrições impostas pela pandemia da Covid-19 - alguns dos quais não puderam assistir à sessão.

O Tribunal de Leiria está a julgar o pai e a madrasta acusados de matar Valentina, de nove anos, em maio de 2020, no concelho de Peniche, que apresentaram versões diferentes dos factos que constam na acusação.

Os arguidos estão acusados pelo Ministério Público de Leiria dos crimes de homicídio qualificado e de profanação de cadáver, em coautoria.

O casal responde também pelo crime de abuso e simulação de sinais de perigo, enquanto o pai da criança está ainda acusado de um crime de violência doméstica.


NESTA SECÇÃO

Atingidas as 20 vítimas mortais relacionadas com a Covid-19

O número de pessoas falecidas no concelho da Batalha com Covid-19 aumentou para 20 no último...

Incidência da doença no concelho diminuiu no último mês

O Município da Batalha apresentava no dia 12 de setembro uma incidência elevada de Covid-19,...

Campa em pedra desparece do cemitério do Reguengo

O “desaparecimento” de uma campa em pedra do cemitério do Reguengo do Fetal, no dia 24 de ju...