Produção de coelhos escapa à pandemia

O estado de emergência decretado em março de 2020 determinou o encerramento de restaurantes e cantinas, tendo provocado excedentes em inúmeros sectores, nomeadamente no da cunicultura.

Uma parte desses excedentes foi escoada no início da pandemia, quando houve uma corrida aos supermercados, mas pouco tempo depois a procura caiu e o sector foi obrigado a planear a produção, para que não houvesse excedentes, nem ruturas de abastecimento.

Durante o período de confinamento, a comercialização de produtos congelados sofreu uma quebra acentuada e, por isso, o setor teve que orientar a produção para os produtos frescos.

“A cadeia de produção de carne de coelho articulou-se no sentido de garantir o abastecimento sem interrupções, e salvaguardando o cumprimento das normas sanitárias definidas pela Direção Geral de Saúde”, afirmou o presidente da Associação Portuguesa de Cunicultura (ASPOC), Firmino Sousa.

“Apesar do plano de contingência, não houve ruturas no abastecimento de matérias primas, designadamente rações, e todos os serviços técnicos foram assegurados sem falhas. A importação e a exportação de produtos também não sofreu qualquer tipo de constrangimento porque o sector planeou meticulosamente o circuito comercial e a logística”, acrescentou.

Embora ciente dos tempos difíceis que se avizinham, Firmino de Sousa garante que “a ASPOC continuará a sensibilizar a opinião publica para os benefícios nutricionais da carne de coelho, promovendo o seu consumo junto de todos os que acreditam numa dieta alimentar saudável”.

A campanha de carne de coelho que tem sido levada a cabo nos últimos três anos “tem demonstrado que, quando se procura manter um padrão de vida saudável à base da dieta mediterrânica, a carne de coelho é uma excelente alternativa”.


NESTA SECÇÃO

Empreendedores incubam na Casa do Conhecimento

A Casa do Conhecimento e da Juventude acolhe desde o dia 16 de outubro cinco projetos de emp...

Município garante “contas saudáveis” para manter impostos

A Assembleia Municipal da Batalha (AMB) aprovou por unanimidade no dia 30 de setembro a manu...

Programa de apoio ao emprego operacionalizado pela ADAE

A Associação de Desenvolvimento da Alta Estremadura (ADAE) vai operacionalizar o novo progra...