Procissão dos caracóis aceite no concurso das "7 Maravilhas"

A candidatura da Procissão dos Caracóis - Festa de Nossa Senhora do Fetal foi aceite pela organização das “7 Maravilhas da Cultura Popular”, informou esta quarta-feira, dia 8, a junta de freguesia.

“Ter-nos-á sido atribuído o "Selo de Nomeado" enquanto candidatos, validando assim a festa na edição das 7 Maravilhas da Cultura Popular!”, lê-se numa nota publicada na página de Facebook da autarquia.

A celebração foi submetida à secção “Procissões e Romarias”, pela Junta de Freguesia do Reguengo do Fetal, e o "Selo de Nomeado" significa que é candidata oficial ao título, como confirmou o Jornal da Batalha..

A procissão anual noturna é iluminada com cascas de caracóis e realiza-se em finais de setembro e no primeiro fim-de-semana de outubro, contando com a presença de milhares de pessoas.

A energia elétrica é cortada e a imagem da Senhora do Fetal, padroeira da freguesia, é transportada em ombros, do Santuário de Nossa Senhora do Fetal (Mariano) até à Igreja Matriz da aldeia, regressando sete dias depois.

O cortejo percorre uma distância de 800 metros e o número de participantes tem aumentado bastante nos últimos anos. Há duas décadas envolveria umas 200 pessoas, quando hoje se calcula que sejam 15 mil.

Para iluminar as ruas, encostas e a paisagem envolvente ao percurso da procissão, que começa a ser preparada com seis meses de antecedência, são necessárias 10 a 15 mil cascas de caracóis nas duas procissões, 500 litros de azeite e seis quilómetros de torcida de algodão.

As iluminações mantêm-se acesas por um período de 20 e os 30 minutos, e o uso dos caracóis e do azeite explicar-se-á com o facto de serem materiais originalmente comuns no mundo rural.

A candidatura “7 Maravilhas da Cultura Popular” partiu da Junta de Freguesia e da Comissão da Igreja Paroquial do Reguengo do Fetal e tem o apoio da câmara municipal.


NESTA SECÇÃO

1º Festival de Teatro Infantil da Batalha tem mosteiro como palco

A APDRB - Centro Infantil Moinho de Vento promove no Mosteiro da Batalha e via online, entre...

Alberto Sardinha, uma das maiores figuras da cultura em Portugal

Círio   Caminho a descontar pecados em cada passo, em busca do santo da minh...

Nos 521 anos da Vila e do Município da Batalha

  A Pomba (Sobre o poema “o Arco” do poeta hispano-árabe de Múrcia Al-Buqayra, do sécu...