José Travaços Santos

Casa da Madalena

Peça a peça, o Museu Etnográfico da Alta Estremadura

Como disse no número anterior, o edifício do Museu foi sujeito a obras de restauro que, embora não sendo em profundidade, não têm permitido a sua abertura ao público, o que se espera para breve.

Ainda na cozinha, mostra-se, neste número, um dos painéis que revelam o tipo de paredes interiores, neste caso o de carrisca (parede feita de argamassa em que se inserem cascas de pinheiro). Trata-se da zona mais antiga do edifício, possivelmente datando do século XVIII. Noutros espaços há paredes de tabique, em que as fasquias são muito mais estreitas do que as de carrisca, e de tijoleira.

Tectos e sobrados, iguais aos anteriores, são resultado dos restauros primorosamente executados pelo mestre rebolariense Abílio Monteiro Jordão.


NESTA SECÇÃO

Concelho recebe espetáculos para promover património da humanidade

A candidatura “Lugares Património Mundial do Centro – Rede Cultural 2.0”, submetida pelo Mun...

Nos 58 anos do Rancho Folclórico Rosas do Lena

Jesus   Renasce todos os anos no meu coração este Deus meigo e fraterno, ...

Pandemia retira ao Mosteiro da Batalha liderança em visitantes

Os museus, monumentos e palácios nacionais registaram uma quebra de 73,1% de visitantes em 2...