José Travaços Santos

Casa da Madalena

Peça a peça, o Museu Etnográfico da Alta Estremadura

Mostro outro plano da casa do tear, tear em bom estado de funcionamento (todos os anos trabalha por altura do “Museu ao Vivo”), vendo-se também, à esquerda, a urdideira, em frente a roda de fiar, e à direita alguns ferros de engomar da colecção do Museu. Num dos ferros, que não está visível na fotografia, em vez de carvão usava-se uma pequena barra de ferro que se aquecia na lareira até ficar quase incandescente. Muito pesado, exigia de quem o utilizava um grande esforço. O manequim mostra como a mulher trajava nas suas lidas caseiras, sempre de lenço, com blusa de chita e saia de riscadilho com barra vermelha. Frequentemente descalça, usava também com uma certa frequência os canos de lã e, às vezes, nas suas idas ao pátio, calçava tamancos.


NESTA SECÇÃO

Banda com raízes no concelho vence concurso internacional

A banda canadiana Social Hysteria, dos irmãos George e Alexandre Lopes, que têm ligações ao ...

Travaços Santos é sócio da Sociedade de Geografia

O investigador batalhense José Travaços Santos recebeu o Diploma de Sócio Correspondente da ...

"Tenor do Povo" dá concerto grátis na Batalha (c/vídeo)

A zona frontal do Mosteiro da Batalha é o cenário para um concerto único do conceituado arti...