José Travaços Santos

Casa da Madalena

Peça a peça, o Museu Etnográfico da Alta Estremadura

Seria mais exacto eu dizer “Divisão a Divisão” e não “Peça a Peça” embora também vá descrevendo, em pormenor, algumas das peças mais expressivas do Museu da Rebolaria, fundado e administrado pelo Rancho Folclórico Rosas do Lena.

Neste número ainda mostro outro plano da divisão que foi destinada à casa de fóra, cujos móveis já tinha referido: o toucador, onde se guardavam as roupas interiores, com espelho para “toucar” o cabelo, a candeia de azeite com três bicos, que se usou já estava entrado o século XX, e o candeeiro de petróleo já conhecido nos finais do século XIX; a arca ou baú, a mesa, um relógio de parede com muitos decénios, um registo de santos. O arquibanco, à nossa esquerda, só se vendo uma tira e, ao fundo, a casa do tear que visitaremos no próximo número.

Em breve o Rancho Folclórico Rosas do Lena dará notícias sobre as suas próximas actividades, de que destaco a apresentação de um disco compacto com muitas novidades, a inauguração de um monumento, do escultor Armando Pinheiro, de homenagem à Escola de Concertinas e de Harmónios e ao seu Mestre Joaquim Moreira Ruivo e a montagem de uma exposição no Mosteiro sobre a relação, através das manifestações populares relacionadas com a Festa da Santíssima Trindade, do povo da Paróquia com o seu Mosteiro.


NESTA SECÇÃO

Destino de alguns valores do Mosteiro de Santa Maria da Vitória

Universalidade de Portugal Não sei se Portugal pode cumprir outra missão, servir ou...

Exposição liga Batalha aos principados romenos

Está patente no mosteiro uma exposição intitulada “Os principados romenos no tempo da constr...

Infante D. Henrique, Imperador de novos mares e de novos céus

Infante D. Henrique   “Talant de bien faire”   Tive a vocação do bem.   ...