José Travaços Santos

Casa da Madalena

Peça a peça, o Museu Etnográfico da Alta Estremadura

Ao chegarmos ao cimo das escadas que dão acesso ao 1º andar, à nossa direita temos, em quatro divisões e no sótão, a reconstituição da casa rural estremenha em tempos passados. Entramos, então, na casa de fóra, a sala de entrada da casa que dava acesso às restantes divisões. Ao fundo, do lado direito, ainda podemos espreitar a sala da exposição permanente das miniaturas (e não só), à nossa esquerda a porta de acesso às escadas do sótão. Um belíssimo oratório assente numa cómoda, onde se guardam as roupas da cama, respeitosamente encimado pelo lençol-de-armar que só se utilizava quando o pároco vinha dar a Extrema Unção a um doente, uma mesa ao centro, um arquibanco à direita. Impossíveis de ver na fotografia, à esquerda um toucador e atrás de nós um baú. Candeia de azeite de três bicos e candeeiro a petróleo completam o conjunto. No chão as típicas passadeiras. São vários os registos de Santos que se ostentam nas paredes.


NESTA SECÇÃO

A urbanização da Batalha no século XX (II)

Quarentena   Amedrontado e fechado em prisão domiciliária à espera que o mundo ...

A urbanização da Batalha no século XX e uma Exposição ao Presidente do Conselho de Ministros (I)

  Velhice   Os meus passos na cidade repisam o itinerário dos meus avós. ...

Concelho integra Rede das Cidades de Aprendizagem da UNESCO

O Município da Batalha integra desde 23 de setembro a Rede das Cidades de Aprendizagem da UN...