Participação na missa no mosteiro já não obriga a inscrição

A Paroquia da Batalha decidiu suspender “a necessidade de marcação antecipada de reserva” para a participação nas missas, sobretudo no mosteiro, que tinha como objetivo garantir o respeito pelas regras da Direção Geral de Saúde no âmbito do combate à pandemia de Covid-19.

“Verificámos que a participação nas missas, sobretudo no mosteiro, não foi em número que justificasse esta necessidade de marcação antecipada de reserva. Assim, deixamos de ter em consideração as inscrições e passamos a fazer a entrada das pessoas por ordem de chegada (no mosteiro, a entrada será apenas pela porta principal)”, esclarece uma nota assinada pelo pároco, Armindo Ferreira, e pelo Conselho Pastoral Paroquial.

Pelo mesmo motivo, deixou de haver missa às 16h00 no mosteiro, de 11 de junho. No entanto, “caso a afluência de fiéis à missa das 11h00 venha a ser superior à capacidade de resposta, poderá vir a ser retomada esta segunda celebração”

Quanto à Golpilheira e aos Casais dos Ledos, adianta o comunicado, datado de 23 de maio, “a capacidade das igrejas também não esgotou, mas esteve mais próximo disso. Assim, irão respeitar-se as inscrições já feitas. Quanto às pessoas que não se inscreveram, deverão fazê-lo junto das comissões locais ou sujeitar-se aos lugares que ainda haja disponíveis ao chegarem. Mantém-se a regra de, 15 minutos antes da missa, entrar toda a gente por ordem de chegada, independentemente de ter reserva ou não”.

O pároco e o Conselho Pastoral Paroquial “recordam a todos a importância de chegarem com alguma antecedência à celebração, pois continua a ser necessário entrar com distanciamento entre pessoas e organizar a distribuição dos lugares, o que poderá provocar alguma demora”.

O comunicado “lembra ainda que todas as pessoas terão de higienizar as mãos à entrada (existe gel) e deverão trazer máscara de casa, que terão colocada durante toda a celebração”.

“O importante é não colocarmos em risco a saúde de ninguém, ao mesmo tempo que procuramos oferecer as celebrações e outras respostas à vida espiritual dos fiéis”, conclui.


NESTA SECÇÃO

Raul Castro presidente da Câmara da Batalha com maioria absoluta (atualização)

O Movimento Independente Batalha é de Todos, liderado por Raul Castro, venceu as eleições au...

Somos Batalha e Batalha é de Todos protagonizam a disputa mais acesa

As candidaturas PSD/Somos Batalha e o movimento Batalha é de Todos, apoiado pelo PS, protago...

Combater as assimetrias que marcam as condições de vida no concelho

  O projeto CDU é a garantia de respeito pela escolha dos eleitores. Princípios de trabal...