Ana Caseiro (Cozinheira)

À Mesa

“Oh Tia dá bolinho?”

Feriado 1 de Novembro, graças a Deus! Ou melhor dizendo, graças a Todos-os-Santos. É dia de celebração de Todos-os-Santos e mártires católicos cristãos. O Dia dos Fiéis Defuntos é a 2 de novembro, mas, por questões de ordem prática, passou-se a usar o 1 de novembro para recordar os que já partiram. 

Em Portugal no dia 1 de novembro, Dia de Todos-os-Santos as crianças saem à rua e juntam-se em pequenos bandos para pedir o Pão-por-Deus (ou o bolinho) de porta em porta. O dia de Pão-por-Deus , ou dia de todos os fiéis defuntos, era o dia em que se repartia muito pão cozido pelos pobres.

É também costume em algumas regiões de Portugal os padrinhos oferecerem um bolo, o Santoro. As crianças quando pedem o Pão-por-Deus  recitam versos como “Oh tia dá bolinho?” ou “Bolinho bolinho, à porta dos santinhos!” e recebem como oferenda: pão, broas, bolos, romãs e frutos secos, nozes, tremoços, amêndoas ou castanhas que colocam dentro dos seus sacos de pano. Hoje em dia oferecem rebuçados, chocolates, gomas e os famosos bolinhos/ merendeiras ou broas dos Santos. Em algumas povoações na zona de Estremadura chama-se a este dia o ‘Dia dos Bolinhos’ ou ‘Dia do Bolinho’. Os bolinhos típicos são especialmente confecionados para este dia, sendo à base de farinha e erva doce e canela (noutros locais leva batata doce e abóbora) e frutos secos como passas e nozes.

Apresento a receita dos bolinhos de batata dos Santos. Muito simples, saborosa e convida toda a família a colocar a mão na massa. A receita dá entre 40 a 50 unidades de bolinhos.

 

Ingredientes:

1 kg de farinha “Branca de Neve”

1kg de batata crua descascada

125 gr de manteiga

0,5 kg de açúcar

1 colher sopa de fermento

4 ovos

3 limões (só a raspa)

½ colher de café erva doce

1 colher de café de canela

0,4 kgs de nozes

0,3 kgs de passas

 

Preparação:

Primeiro descasque as batatas e coloque a cozer e tempere a cozedora com sal grosso. Deixe cozer por 20 minutos, atenção para não ser demais e desfazer. De seguida numa amassadeira misture os ingredientes secos como farinha, açúcar, fermento, uma pitada de sal e a raspa dos três limões e os temperos erva doce e canela. Quanto à batata, escorra o excesso de água da cozedura e guarde cerca de 1 litro de água, passe a batata num pass-vide e misture a manteiga até dissolver por completo. Deixe arrefecer um pouco a mistura anterior para não cozer os ovos quando envolver com o resto. Coloque os ovos todos numa taça, parte a gema e envolve sem bater os ovos. Faça uma cova na amassadeira e coloque os ovos, comece a misturar os ingredientes secos pouco a pouco, de seguida adicione o puré de batata e amasse muito bem. A textura do preparado deve ser rijo, adicione um pouco da água da cozedura da batata e envolva muito bem. Quando a massa tiver homogénea adicione as nozes e passas, há quem adicione pinhão e avelã. Volte a envolver os frutos secos com a massa. Depois de bem amassado deixe levedar durante 1h30 a 2h00.

Eu sugiro o forno a lenha, os bolinhos ganham outro sabor e aroma mas não tendo a oportunidade pré-aqueça o forno de casa a 200 º graus. Com as mãos faça bolas do tamanho de bolas de golf e repouse no tabuleiro. Com um pincel pinte os bolinhos com ovo batido de seguida com uma tesoura de dois golpes perpendiculares para assim os bolinhos terem mais beleza e siga para o forno. Deixe cozinhar por 15 a 20 minutos, depende do forno. Repita o processo até finalizar a massa. Para finalizar prove os bolinhos com café da avó ou com água pé da Adega Cooperativa da Batalha e acompanhe as castanhas acabadas de assar.


NESTA SECÇÃO

Neto de comunista quer 'soprar' CDS no distrito!

(O cronista opta, nesta edição, por fazer um anúncio pessoal) Horácio Moita Francisco é viúv...

Estatuto dos Profissionais da Área da Cultura

O Decreto-Lei n.º 105/2021, de 29 de novembro, aprova o Estatuto dos Profissionais da área d...

As alterações climáticas e a realidade dos tempos atuais

Datam dos últimos 30 anos do século XIX as primeiras acções concretas para preservar o meio ...