Joana Magalhães

Pestanas que falam

O segredo

Muitas vezes perguntam-me qual é o segredo. A mim e ao ‘mister’ que me acompanha há 7 anos, desde os meus 15. Porque as relações dos jovens de hoje “já não duram nada” ou porque somos “uma exceção à regra”. Bom, correndo o risco de não ser politicamente correta… não, o segredo não é o amor. Não é gostar muito. É verdade que esses sentimentos se vão reforçando e restaurando com o tempo, mas o segredo não é esse. O segredo está na paciência, na tolerância e na compreensão que temos um com o outro. O segredo está na capacidade de pensarmos que do outro lado está alguém diferente de nós, que aprendeu a vida de uma forma diferente e que a cada dia tenta acostumar-se às nossas próprias aprendizagens. Talvez seja isso que nos falta a nós, jovens, na maioria dos casos. Perceber que somos diferentes uns dos outros e que a nossa verdade não é a única certa. Isso e querer muito que resulte.

Nunca pensar que a primeira discussão deve determinar o fim de uma relação. Nem a primeira, nem as seguintes. Enquanto não se fizer mal um ao outro. Enquanto não houver mais dor do que felicidade, as discussões serão apenas pontos de mais aprendizagem sobre o outro.

Eu e o ‘mister’ já atirámos algumas vezes a bola ao poste, mas recuperámo-la sempre no ressalto. Já o árbitro foi de certeza comprado por nós, porque nunca chegámos ao tempo de compensação em 90 minutos onde não se ouve o apito final. Já nos deu alguns cartões amarelos, mas nunca nos levantou o vermelho. Por isso, continuamos em jogo.


NESTA SECÇÃO

Regime contributivo dos independentes

Com a entrada em vigor do novo regime, janeiro de 2019, deixa de haver escalões de remuneraç...

Como agir numa emergência

Ao contrário de emergências em locais que conhecemos bem, como as nossas casas ou os locais ...

Uma guitarra portuguesa universal

Carlos Paredes descendia de uma família de músicos amadores e, à semelhança do seu pai e do ...