Município da Batalha MCCB (Museu da Comunidade Concelhia da Batalha)

Espaço do museu

O mês de Nossa Senhora da Conceição

Celebra-se a 8 de dezembro o dia de Nossa Senhora da Conceição. Na Fé Cristã, Nossa Senhora da Conceição, a Imaculada, é um dos mais importantes dogmas, sendo um símbolo reverenciado à Virgem Maria santíssima, escolhida para ser a mãe de Jesus.

O dogma da Imaculada Conceição foi definido pelo papa Pio IX em 8 de dezembro de 1854, pela bula Ineffabilis. A instituição da ordem militar de Nossa Senhora da Conceição por D. João VI sintetiza a crença portuguesa, tendo-se em 8 de dezembro de 1904, lançado em Lisboa o monumento comemorativo do cinquentenário da definição do dogma.

O ato foi assistido pela realeza, patriarcado e autoridades, bem como irmandades de Nossa Senhora da Conceição. Mas a adoração a Nossa Senhora da Conceição já havia sido exaltada muito antes, no seguimento do reconhecimento do condestável D. Nuno Álvares Pereira, quando oferece à Igreja do Castelo, em Vila Viçosa, a imagem da Virgem Padroeira adquirida na Inglaterra. Fora este um gesto de devoção e de gratidão pela vitória de Portugal, conquistada na Batalha de Aljubarrota, em 1385.

A devoção a Nossa Senhora da Conceição foi novamente sublinhada quando, nas cortes celebradas em Lisboa no ano de 1646, D. João IV ofereceu a coroa da monarquia lusa à Virgem, aclamando-a padroeira do Reino de Portugal.

O Museu da Comunidade Concelhia da Batalha exibe uma imagem de Nossa Senhora da Conceição, num espaço dedicado à importância da religião na comunidade batalhense. A peça é proveniente da Paróquia de São Mamede, encontrando-se no Museu ao abrigo de um protocolo celebrado com aquela instituição.

A parceria reforça a proximidade entre o Museu e a comunidade, tendo permitido, não só o restauro e a exibição da obra, mas também o assinalar da produção de arte sacra na zona serrana. A escultura (século XVII/XVIII), de madeira policromada, é representada sobre a esfera do mundo. Aos pés possui três cabeças de anjo e o crescente lunar invertido.

A Virgem, aclamada padroeira do Reino de Portugal, tem as mãos postas em oração e o olhar elevado aos céus. Os cabelos são longos e encaracolados em cacho, caindo-lhe sobre os ombros. Veste uma túnica e um manto. A primeira é dourada com decoração floral, em verde e rosa. O segundo decora-se com motivos vegetalistas sobre fundo azulado.

Os dourados iluminam os espanejamentos bem trabalhados. Esta imagem, escolhida para o espaço que nos é mensalmente cedido pelo Jornal da Batalha, é também símbolo da presente quadra natalícia. Desejando votos de um Feliz Natal a todos os leitores, o Município da Batalha, através do MCCB, reforça também o convite à visita ao Museu da Comunidade Concelhia e também à participação nas diversas atividades integradas no âmbito da dinamização da quadra natalícia.

Fonte: http://www.arqnet.pt/dicionario/nsconcpad.html


NESTA SECÇÃO

Banda com raízes no concelho vence concurso internacional

A banda canadiana Social Hysteria, dos irmãos George e Alexandre Lopes, que têm ligações ao ...

Travaços Santos é sócio da Sociedade de Geografia

O investigador batalhense José Travaços Santos recebeu o Diploma de Sócio Correspondente da ...

"Tenor do Povo" dá concerto grátis na Batalha (c/vídeo)

A zona frontal do Mosteiro da Batalha é o cenário para um concerto único do conceituado arti...