Natal deixa 250 cabazes em casa de famílias carenciadas

O Município da Batalha, em parceria com a Loja Social da Batalha, está a entregar um cabaz solidário da Natal a 250 famílias, no âmbito do Fundo de Emergência Social. Era hábito proporcionar uma festa às pessoas com mais de 65 anos e famílias carenciadas, iniciativa que não se realiza devido à pandemia.

“No presente ano, as tradicionais celebrações de Natal não podem realizar-se da forma habitual. O contexto pandémico exige de nós uma enorme responsabilidade - a de contribuir para a segurança de todos -, mas apesar deste constrangimento vamos celebrar a solidariedade que nos une neste momento tão exigente e levar algum conformo àqueles que mais precisam”, explica o presidente do município.

A câmara municipal estima investir este ano 29 mil euros em medidas de mitigação do frio e de prevenção da segurança rodoviária e dos equipamentos públicos, e no âmbito da iniciativa do cabaz solidário de Natal.

“O investimento que realizamos na prevenção e apoio direto às famílias é uma exigência de proteção da população, de modo especial dos grupos populacionais mais vulneráveis, crianças, idosos e pessoas portadoras de patologias crónicas, mais suscetíveis no contexto na atual situação pandémica”, adianta Paulo Batista Santos.

No âmbito das medidas de apoio para ajudar pessoas carenciadas a fazer face à vaga de frio que se perspetiva para as próximas semanas, o município está a distribuir 30 toneladas de lenha e a fornecer gás, para “promover as melhores condições de aquecimento das habitações a mais de seis dezenas de famílias carenciadas”, sinalizadas pelas juntas de freguesias, instituições particulares de solidariedade social e serviços sociais da câmara municipal.

Estão ainda previstas ações de informação e alerta da população para os risco inerentes às vagas de frio, a realizar em colaboração com a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil e as unidades de saúde.

A autarquia está ainda a realizar intervenções de pintura em troços de estradas com nevoeiros frequentes e a proceder à limpeza das estradas, minimizando os riscos de falta de visibilidade.

A distribuição do cabaz solidário e dos apoios de lenha e gás às famílias começou a 11 de dezembro e prolonga-se até à primeira semana de janeiro.

Foto: Rui Gouveia


NESTA SECÇÃO

Somos Batalha e Batalha é de Todos protagonizam a disputa mais acesa

As candidaturas PSD/Somos Batalha e o movimento Batalha é de Todos, apoiado pelo PS, protago...

Garantimos que a Batalha não se resumirá ao mosteiro

Apresento a minha candidatura pelos munícipes da Batalha. Estarei disponível para ouvir os p...

Seis candidatos à conquista da câmara com PS ausente e dois novos partidos

Esta é a 13ª vez que os eleitores do Concelho da Batalha são chamados a escolher os autarcas...