Município da Batalha - Museu da Comunidade Concelhia da Batalha

Espaço do Museu

Museu da Batalha acolhe a exposição “Vitória” – Residência artística de desenho

O MCCB acolhe, no seu espaço Laboratório da Memória Futura, a exposição “Vitória”, depois da mesma ter estado patente ao público no Mosteiro de Santa Maria da Vitória.

A mostra resulta de uma residência artística realizada por estudantes do Instituto Politécnico de Leiria - Escola Superior de Artes e Design – Caldas da Rainha (ESAD.CR), em colaboração com o Mosteiro da Batalha e o Município da Batalha. O projeto, realizado em julho de 2019, é inserido no LIDA – Laboratório de Investigação em Design e Artes.

Dos trabalhos expostos, fazem parte maioritariamente cadernos de desenho, resultantes da experiência de habitar o monumento e os espaços envolventes, de dia e de noite. Os desenhos, apresentados em várias técnicas, expressam detalhes decorativos do monumento, nomeadamente os ornamentos em cantaria ou os grafitos medievais. As obras revelam ainda aspetos pertinentes como a importância da água e a sua ação na pedra calcária. Por isso, é possível nesta exposição, ver alguns pormenores de locais emblemáticos do concelho, como a Pia do Urso.

De referir, que no decorrer da residência artística, que teve a duração de uma semana, os jovens participantes exploraram espaços reveladores da vida quotidiana dos frades dominicanos, como a antiga adega ou a cerca conventual, onde se localizavam os lagares e um moinho, junto ao rio Lena. Para além do monumento, inserido na lista de património UNESCO, os participantes puderam ainda explorar a zona serrana do concelho da Batalha.

Este projeto de parceria, enquadra-se naquela que é a missão do MCCB, e na sua linha de colaboração com instituições e estudantes, havendo espaço para as artes e para a criatividade.

A exposição pode ser visitada durante o horário de abertura do Museu da Batalha, de quarta-feira a domingo, das 10h00 às 13h00 e das 14h00 às 18h00.

Refira-se ainda que, até ao dia 30 de setembro de 2021, as entradas neste museu são gratuitas.

Legenda. Maria Madalena Castro, “Capelas Imperfeitas” (2019)


NESTA SECÇÃO

Memórias venezianas

Escrevo estes contos e crónicas sem ver os leitores que contemplam as minhas palavras. Dentr...

Com todo o respeito a Ricardo Ribeiro

Existem vozes que mais do que pertencerem a um determinado género, são vozes da música do mu...

A vizinha da frente

Em dezembro de 1975 no meu regresso a Portugal, foi das primeiras pessoas da vizinhança com ...