Município na rede de Leiria Capital da Cultura

A Rede Cultura 2027, dedicada à candidatura a Capital Europeia da Cultura 2027, foi constituída no dia 22 de fevereiro, com a assinatura dos autarcas de 25 municípios – incluindo o da Batalha - que compõem o seu Conselho Geral. Este projeto é considerado “pioneiro ao nível das parcerias entre comunidades intermunicipais” e “pretende fomentar a criação de uma rede de cidades e vilas que cooperem no domínio das artes, da cultura e do conhecimento”.

Para o presidente da Câmara da Batalha, Paulo Batista Santos, trata-se de “um projeto colaborativo único em termos nacionais e que valoriza a região.

Para além do conjunto de autarquias, integrantes de uma região que se estende entre a Comunidade Intermunicipal (CIM) da Região de Leiria, à CimOeste e à CIM do Médio Tejo, o conselho geral é composto, ainda pelo Instituto Politécnico de Leiria , pela Associação Empresarial de Leiria e pela Diocese de Leiria-Fátima.

"Este projeto é a bandeira cultural de todo este território", considerou Raul Castro, presidente da Câmara de Leiria e porta-voz do Conselho Geral, sublinhando a "riqueza cultural destes municípios" e a possibilidade que esta ligação em rede proporcionará aos cidadãos, em relação à oferta cultura que passarão a ter ao seu dispor.

Na primeira reunião do conselho geral, “os representantes de cada município foram unânimes em reconhecer as potencialidades desta parceria, assinando o Manifesto Rede Cultura 2027 que prevê a partilha de criações e recursos artísticos e culturais no território que abrangem", segundo uma nota do município de Leiria.

"Com a constituição desta rede, a candidatura a Capital Europeia da Cultura 2027,que o município de Leiria decidiu preparar, para ser oportunamente submetida ao processo de seleção nacional, passa a dispor de um quadro colaborativo entre estruturas e instituições mais amplo e envolvimento alargado de agentes no campo artístico e cultural", destaca o documento.

Define ainda que estes municípios parceiros "colaborarão com os seus próprios meios na constituição de uma rede alargada de criação e divulgação centrada no conhecimento, na arte e na cultura".

"Tendo presente que a articulação entre arte e cultura e educação é mutuamente positiva, queremos melhorá-la", refere ainda o manifesto assinado que reconhece também a existência de "um deficie de participação coletiva na vida cultural", pretendendo, por isso, "contribuir para o aumento dessa participação".

Para além disso, os municípios signatários dizem querer "destacar a cultura como traço de união entre povos com origens e trajetos históricos distintos" e, por isso, a ligação num projeto partilhado entre todos "reforça a criação e a inovação, atrai talento e dissemina-o no território".

Um outro aspeto que o manifesto destaca é que esta ligação em rede permite "conferir mais escala aos projetos de cada uma (vila ou cidade), assegurar maior mobilidade aos criadores e agentes culturais, científicos e tecnológicos, encontrar apoios e estímulos financeiros de dimensão mais vigorosa".

Em suma, consideram os municípios, a Rede Cultura 2027 permite "diversificar a oferta cultural, fortalecer o património cultural enquanto recurso partilhado por um número mais amplo de cidadãos e redimensionar o turismo cultural".

Após a assinatura, cada vila e cidade parceira desta Rede vai, agora, elaborar "acordos específicos de cooperação no âmbito artístico, cultural e do conhecimento".

Este projeto começou a ser delineado em 2015, com a intenção de Leiria assumir a candidatura a Capital Europeia da Cultura. Nos dois anos seguintes, foi constituído um grupo de missão que concluiu pela constituição de uma rede, tendo como prioridade a cultura, à qual se foram associando os vários municípios.


NESTA SECÇÃO

Jogos tradicionais do povo (III)

Antes de me referir ao jogo escolhido para este número, o Jogo do Pau, regresso ao Jogo do M...

Jogos tradicionais do povo (II)

Em Setembro de 2006 publiquei nesta secção um apontamento sobre os jogos populares. Este seg...

Joana Marques, humorista: “Se não pode vencê-los afaste-se deles”

A guru de anti-ajuda e humorista, Joana Marques, começa a sua mais recente obra, “Vai Correr...