Município exige melhores meios para a conservatória

A Câmara da Batalha aprovou uma moção que “reclama um reforço do investimento por parte do Ministério da Justiça, com o objetivo de dotar de mais meios o serviço do IRN – Conservatória do Registo Civil, Predial e Comercial do concelho.

O reforço de meios pedido destaca “os recursos informáticos que permitam uma resposta mais célere aos pedidos dos cidadãos e empresas, contribuindo assim para a melhoria da eficácia dos serviços disponibilizados na Loja do Cidadão da Batalha”.

“O regular funcionamento da Loja do Cidadão não deixa de sentir alguns constrangimentos no seu funcionamento, nomeadamente pela incapacidade de resposta dos serviços do IRN, seja na emissão do Cartão do Cidadão ou do passaporte, seja na demora excessiva na prática de outros serviços, circunstâncias que geram fortes impactos negativos junto dos cidadãos e empresas”, refere o documento aprovado na reunião de 27 de junho.

O município “exige que seja assegurada uma melhoria e modernização dos equipamentos e dos meios disponíveis naquele serviço, que assegurem um serviço de qualidade compaginável com as necessidades da Loja do Cidadão”.

A Loja do Cidadão da Batalha abriu ao público em 2017 e em dois anos já atendeu o equivalente a mais de dez vezes a população do concelho, uma vez que já efetuou mais de 175 mil atendimentos.


NESTA SECÇÃO

Pedreira da Barrosinha pode acabar em tribunal e com indemnizações

Há intervenções e decisões promovidas até agora por algumas entidades públicas e privadas no...

Ninguém quer a exploração de pedra na Barrosinha

A Assembleia de Freguesia do Reguengo do Fetal recusou por unanimidade a exploração da pedre...

PSD ganha no concelho mas perde votos

O PSD venceu as eleições legislativas na Batalha, disputadas no dia 6 deste mês, com 39,77% ...