Município é o 14º do país com menor endividamento

 

A Câmara Batalha foi considerada a 14ª autarquia portuguesa com menor volume de passivos financeiros em 2017, com apenas 98 mil euros, segundo o Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses, publicado pela Ordem dos Contabilistas Certificados (OCC) no dia 2 deste mês.

O município regista igualmente “um bom desempenho (22.º lugar)” ao nível do indicador de volume da receita cobrada de venda de bens duradouros (ativos fixos), numa lista liderada por Lisboa, Cascais e Porto, expressando um valor global de 355 mil euros, o que representa um crescimento 113% face a ano de 2016.

Ao nível da evolução da despesa paga em juros, regista a 12ª posição no ranking nacional dos municípios que apresentam menor volume, com valores acumulados no último mandato 2014-2017, de apenas três euros por habitante, e com o seguinte trajeto decrescente do valor de juros pagos: 171.983 euros no mandato 2006-2009; 120.623, no período 2010-2013, e de 52.482 euros no mandato 2014-2017.

O ranking que analisa 2017, obedece a um conjunto de indicadores financeiros, que uma vez ponderados dão origem a três tabelas classificativas, consoante a sua população, mais de 100 mil habitantes, até 100 mil habitantes e menos de 20 mil habitantes.


NESTA SECÇÃO

Concelho quer gás mais barato para quem precisar

A Câmara da Batalha manifestou à Direção Geral de Energia e Geologia a sua intenção de aderi...

Adega da Batalha na Rua Augusta

A câmara municipal e Adega Cooperativa da Batalha participaram, de 10 a 14 de julho, na quin...

“Empresas competem com um pequeno miúdo"

A transformação digital está a alterar o mundo das relações empresariais e a forma como é en...