Município é o 14º do país com menor endividamento

 

A Câmara Batalha foi considerada a 14ª autarquia portuguesa com menor volume de passivos financeiros em 2017, com apenas 98 mil euros, segundo o Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses, publicado pela Ordem dos Contabilistas Certificados (OCC) no dia 2 deste mês.

O município regista igualmente “um bom desempenho (22.º lugar)” ao nível do indicador de volume da receita cobrada de venda de bens duradouros (ativos fixos), numa lista liderada por Lisboa, Cascais e Porto, expressando um valor global de 355 mil euros, o que representa um crescimento 113% face a ano de 2016.

Ao nível da evolução da despesa paga em juros, regista a 12ª posição no ranking nacional dos municípios que apresentam menor volume, com valores acumulados no último mandato 2014-2017, de apenas três euros por habitante, e com o seguinte trajeto decrescente do valor de juros pagos: 171.983 euros no mandato 2006-2009; 120.623, no período 2010-2013, e de 52.482 euros no mandato 2014-2017.

O ranking que analisa 2017, obedece a um conjunto de indicadores financeiros, que uma vez ponderados dão origem a três tabelas classificativas, consoante a sua população, mais de 100 mil habitantes, até 100 mil habitantes e menos de 20 mil habitantes.


NESTA SECÇÃO

Concelho lidera crescimento de empresas de excelência

O Concelho da Batalha regista o maior crescimento percentual de empresas distinguidas com o ...

Comitiva alemã visitou grupo Erofio

Um grupo de responsáveis alemães visitou durante dois dias empresas do sector dos moldes da ...

Município em 8º lugar entre os que têm melhor governação

O estudo “Rating Municipal Português”, revelado no dia 7 de maio, coloca o município em 8º l...