Mosteiro com elevador para facilitar visitas

O recém-reconduzido diretor do Mosteiro da Batalha, Joaquim Ruivo, pretende concretizar nos próximos três anos de mandato a requalificação do claustro real, a criação de uma nova loja e bilheteira e a instalação de um elevador no claustro D. Afonso V.

Estes melhoramentos têm como objetivo "a conservação e um melhor circuito de visita" e, segundo o responsável, “os projetos estão bem encaminhados com os serviços técnicos da Direção Geral do Património Cultural".

No claustro real está prevista a limpeza e tratamento, para conservação do espaço, para o qual está também a ser pensado um elevador que, na perspetiva de Joaquim Ruivo, "tornará o monumento 100% acessível".

Ainda este ano devem entrar em funcionamento as bilheteiras automáticas e a loja do Mosteiro da Batalha passará para o claustro D. Afonso V, onde já funcionaram os bombeiros.

 

Queda de materiais no refeitório

A queda de materiais na parte superior do refeitório do Mosteiro da Batalha esta a ser investigada por especialistas, que no dia 23 de janeiro colocaram equipamentos para realizar medições.

A monitorização é feita com recurso a um defletómetro e sensores de fibra ótica e conta com o apoio de especialistas do Instituto Politécnico de Leiria e da Universidade de Aveiro.


NESTA SECÇÃO

Bombeiros comemoram 40 anos e enfrentam críticas com energia

As críticas ao sistema português de prevenção e combate, incluindo aos bombeiros, nomeadamen...

Executivo assinala seis meses de mandato

O executivo municipal assinalou no dia 23 de abril os seis meses de mandato com uma visita d...

Presidente da República elogia coragem histórica dos militares

Os soldados mortos na Batalha de La Lys e nas ex-colónias foram recordados pelo Presidente d...