Mosteiro com elevador para facilitar visitas

O recém-reconduzido diretor do Mosteiro da Batalha, Joaquim Ruivo, pretende concretizar nos próximos três anos de mandato a requalificação do claustro real, a criação de uma nova loja e bilheteira e a instalação de um elevador no claustro D. Afonso V.

Estes melhoramentos têm como objetivo "a conservação e um melhor circuito de visita" e, segundo o responsável, “os projetos estão bem encaminhados com os serviços técnicos da Direção Geral do Património Cultural".

No claustro real está prevista a limpeza e tratamento, para conservação do espaço, para o qual está também a ser pensado um elevador que, na perspetiva de Joaquim Ruivo, "tornará o monumento 100% acessível".

Ainda este ano devem entrar em funcionamento as bilheteiras automáticas e a loja do Mosteiro da Batalha passará para o claustro D. Afonso V, onde já funcionaram os bombeiros.

 

Queda de materiais no refeitório

A queda de materiais na parte superior do refeitório do Mosteiro da Batalha esta a ser investigada por especialistas, que no dia 23 de janeiro colocaram equipamentos para realizar medições.

A monitorização é feita com recurso a um defletómetro e sensores de fibra ótica e conta com o apoio de especialistas do Instituto Politécnico de Leiria e da Universidade de Aveiro.


NESTA SECÇÃO

Câmara lança obras de 1,2 milhões a meio do mandato

O executivo da Batalha, reunido no dia 14 de outubro, data em que assinalou o segundo ano do...

Associação de informática ganha certificação de qualidade

A Associação de Informática da Região Centro (AIRC), que conta o Município da Batalha como a...

Aves da Batalha foi ao Picoto falar sobre corujas e mochos

O grupo Aves da Batalha organizou a 12 de outubro o “Dia da coruja-das-torres” em Picoto, na...