Morreu a artista batalhense Carla Cerejo

A artista portuguesa natural da Batalha, Carla Cerejo, faleceu esta segunda-feira, 23, em Montreal, no Canadá, confirmou o seu marido, Wayne Kresil, ao Jornal da Batalha.

“Ela foi a minha vida e eu estou destroçado”, referiu apenas Wayne Kresil, adiantando que, "de momento, não queria falar mais sobre este assunto".

A artista acabara de expor na “Grande exposition en arts visuels”, patente no Écomusée du Fier Monde, de 28 de março a 15 de abril, em Montreal.

A pintura exposta intitula-se "A secret scrapbook story page 2" (pormenor publicado na notícia), começou a ser pintada em 2005, na Batalha, e ficou concluída em Londres, em 2014.

Carla Cerejo, nascida em 1974, licenciada em artes plásticas pela Faculdade de Belas Artes de Lisboa, em 2000, mudou-se para Londres, em 2005, onde realizou um mestrado em gravura no Camberwell College of Arts/University of the Arts.

Nos anos seguintes desenvolveu investigação sobre desenho e a arte da gravura, na Biblioteca Nacional Britânica e nos museus Britânico e Tate Britain. Participou num projeto voluntário de poetas de Walthamstow, para ilustrar um poema épico sobre as vivências e história daquele bairro no nordeste de Londres.

Entretanto, mudou-se para Montereal, no Canadá.

A artista revelou-se na sua exposição, no Porto, em 2004.

Antes da sua opção total pela pintura, já tinha sido distinguida no concurso “A Mulher e o Mar”, durante a Expo 98 , com o 1.º Prémio - Medalha de Bronze.

Foram-lhe ainda atribuídos outros prémios, como o da Cena d’Arte (Gravuras – 1.º Prémio, Portugal), em 1999, ou o Prémio Internacional da Junta General do Principado das Astúrias, em 2003.

Além de pintura e gravura, Carla Cerejo fazia também ilustração.


NESTA SECÇÃO

Exposição liga Batalha aos principados romenos

Está patente no mosteiro uma exposição intitulada “Os principados romenos no tempo da constr...

Destino de alguns valores do Mosteiro de Santa Maria da Vitória

Universalidade de Portugal Não sei se Portugal pode cumprir outra missão, servir ou...

Infante D. Henrique, Imperador de novos mares e de novos céus

Infante D. Henrique   “Talant de bien faire”   Tive a vocação do bem.   ...