Moinho de Vento concorre ao hino da fruta

O Centro Infantil Moinho de Vento é o único representante do concelho entre os 300 participantes no concurso hino da fruta da 7ª edição do projeto Heróis da Fruta – Lanche Escolar Saudável, a maior iniciativa gratuita de educação para a saúde em Portugal.

As votações estão abertas ao público até ao dia 15 de março e quem quiser ouvir e/ou votar no hino das crianças das salas Traquinas, Inventores e Sabichões do Moinho de Vento pode fazê-lo acedendo ao link: https://goo.gl/gVKP5e.

À fase final passam os 60 hinos mais votados e os 20 mais partilhados. Nesta iniciativa, promovida pela APCOI – Associação Portuguesa Contra a Obesidade Infantil, que visa motivar as crianças até aos 10 anos a ingerirem mais fruta diariamente, participam 29 equipas de nove dos 16 concelhos do distrito de Leiria, sendo os mais representados Pombal (9 equipas), Marinha Grande (8) e Alcobaça (5).

A divulgação da lista de finalistas está marcada para 16 de março, o anúncio dos vencedores para 9 de abril e a atribuição dos prémios acontece a 22 de junho.

As escolas vencedoras do Hino dos Heróis da Fruta recebem a peça de teatro com as mascotes do projeto e outras 100 acolhem, ao longo do ano letivo visitas de mascotes, nutricionistas (pelo menos 50 escolas) e outros técnicos de entidades parceiras, que dinamizam workshops e aulas divertidas para as crianças.

Todas as crianças inscritas recebem diplomas de participação personalizados e há medalhas para distinguir os alunos finalistas e as escolas vencedoras da atividade Hino dos Heróis da Fruta.

O projeto Heróis da Fruta - Lanche Escolar Saudável constitui um programa com os seguintes objetivos pedagógicos: incentivar as crianças a ingerirem fruta todos os dias, na escola e em casa; dar a conhecer a importância da fruta na alimentação e na manutenção da saúde, encorajar as crianças a orgulharem-se de praticar uma alimentação saudável e variada, despertar a comunidade em geral para todos os benefícios da adoção de pequenas mudanças saudáveis nos hábitos diários.

A equipa de investigadores da APCOI analisou os efeitos da implementação do projeto nas alterações de hábitos alimentares dos alunos participantes. Comparando os dados iniciais com os recolhidos após as 12 semanas de participação no projeto, observou-se que, globalmente, 41,9% das crianças aumentou o seu consumo diário de fruta e que a percentagem de crianças com obesidade reduziu de 12,7% para 11,3%, correspondendo a uma descida média de 1,4%.

Esta iniciativa de educação para a saúde, gratuita e de âmbito nacional, encontra-se aberta à participação de todos os alunos de jardins-de-infância e escolas do 1º ciclo do ensino básico, públicas e privadas.


NESTA SECÇÃO

Covid-19. Centro de saúde precisa de máscaras e viseiras de proteção

“Caros utentes, Como já podem ter ouvido nas notícias, o material de proteção para prof...

"Todos em risco de ter um familiar, amigo e conhecido infetado"

Comunicado da Santa Casa da Misericórdia da Batalha: "Estimados Colaboradores, Enfre...

Um olhar sobre a Fibromialgia

A Fibromialgia é uma doença crónica e flutuante que se carateriza por dor musculoesquelética...