Mil pessoas e 200 empresas solicitaram testes à Covid-19

A Câmara da Batalha iniciou no dia 6 de julho a primeira fase de disponibilização de testes serológicos ao SARS-COV-2 à população em geral e junto dos sectores mais sensíveis da construção, transportes internacionais, restauração e hotelaria.

Até ao dia 1 de julho e numa semana foram “registados mais de mil pedidos individuais, dos quais 408 considerados como pessoas de risco no âmbito da Covid-19 e ainda 20 indivíduos que viajaram recentemente do estrangeiro, ambas situações consideradas prioritárias”, explicou a autarquia em comunicado.

Segundo o município, “acrescem as inscrições das empresas e comércios locais, que apresentaram mais de duas centenas de pedidos e representam um potencial de 1.800 testes aos gerentes e funcionários, dos quais foram identificados para a primeira fase 527 funcionários correspondentes aos sectores definidos como prioritários”.

A par da realização dos testes à Covid-19, “será desenvolvido um estudo à escala municipal que irá permitir avaliar os riscos de eventuais focos de infeção, níveis de imunidade e identificar a sua dispersão pelo território”.

Os primeiros mil testes começaram na primeira semana de julho, com uma cadência de 100 diários, e “foram concebidos para auxiliar no diagnóstico de doentes com suspeita de infeção aguda por SARS-CoV-2, numa abordagem combinada e que proporciona a maior sensibilidade diagnóstica e como tal, uma deteção mais precoce. De igual forma, o teste escolhido assegura a verificação qualitativa de anticorpos totais”, explica o município.

A sensibilidade dos testes pode variar entre 97,5% e 100%. A especificidade clínica é de 99,8%.

A Câmara da Batalha foi a primeira autarquia da região e uma das primeiras a nível nacional a facultar à população testes serológicos , num projeto em parceria com o Centro de Medicina Laboratorial Germano de Sousa.

População recebeu 90 mil máscaras

A Comissão Municipal de Proteção Civil da Batalha reuniu no dia 13 de julho, para analisar a evolução da situação epidemiológica da Covid-19 no município, tendo “avaliada positivamente a ação das diversas entidades na prevenção e controlo da situação”.

A autarquia informou a comissão que “as medidas preventivas irão ser reforçadas, designadamente ao nível da realização de testes, distribuição gratuita de máscaras e apoio às entidades que acompanham idosos”.

O Município da Batalha “já disponibilizou mais de 90 mil máscaras e realizou até 10 de julho mais de um milhar e meio de testes à população e aos sectores prioritários”, segundo um comunicado do município.

“Os próximos tempos continuarão a ser muito exigentes no controlo da pandemia, é importante sensibilizar a população da necessidade de continuar a ter uma atitude de prevenção e cumprir as recomendações sanitárias da Direção-Geral de Saúde”, lembra o presidnete da autarquia, Paulo Batista Santos.

Por isso, o Município da Batalha continua a “recomendar o uso de máscara em vias e espaços públicos, reforça as medidas de fiscalização às infrações às regras sanitárias vigentes e irá implementar uma campanha de sensibilização e acolhimento junto dos emigrantes”. A comissão recomenda como limite horário de cafés e estabelecimento similares até às 24 horas.

A Comissão Municipal de Proteção Civil, que também fez um ponto de situação do plano municipal de operações referente ao dispositivo especial combate incêndios rurais, “lamentou com profunda consternação a morte de um bombeiro da corporação de Miranda do Corvo, que combatia, com a sua equipa, um incêndio na serra da Lousã”.


NESTA SECÇÃO

Bombeiros da Batalha combatem fogo no parque natural (com vídeo)

Os Bombeiros Voluntários da Batalha estão a ajudar a combater o incêndio que deflagrou na ma...

Autarca "lamenta profundamente" ausência de combate à poluição

O presidente da Câmara da Batalha "lamenta profundamente o esquecimento a que tem sido votad...

“Não temos qualquer interesse em indústrias que não gerem mais valias”

(Excerto da entrevista do presidente da Câmara da Batalha, Paulo Batista Santos, publicada n...