Marcelo elogia coragem histórica dos militares

Os soldados mortos na Batalha de La Lys e nas ex-colónias foram recordados pelo Presidente da República, na Batalha, que salientou que "de coragem se fez há cem anos, como ao longo" do percurso nacional, a missão dos militares nacionais.

"Humanos, claro, com êxitos e insucessos de toda a empresa humana, mas acertando muito mais do que errando, acreditando muito mais do que descrendo, persistindo muito mais do que desistindo, vencendo muito mais do que perdendo", adiantou Marcelo Rebelo de Sousa durante as cerimónias do Dia do Combatente, do centenário da Batalha de La Lys e 82ª romagem ao Túmulo do Soldado Desconhecido, a 14 de abril.

"Já testemunhámos muitas glórias tidas por eternas a desvanecerem-se, vemos todos os dias aqueles que ainda não existiam com pátrias independentes já nós éramos uma pátria forte há muitos séculos, já dividimos mesmo o mundo ao meio, e percebemos o que era efémero nessa ilusão e o que seria duradouro nessa presença", acrescentou, para sublinhar o papel das Forças Armadas.

Para Marcelo Rebelo de Sousa, Portugal "sem essas Forças Armadas" nunca teria sido o que é. "Somos como somos enquanto Pátria, mas só o somos porque os temos a vós, porque temos Forças Armadas que são no seu espírito e na sua missão todo um povo em armas", disse.

Desde 09 de abril de 1921 a Sala do Capítulo, no Mosteiro da Batalha, guarda o Túmulo do Soldado Desconhecido onde estão os corpos de dois soldados, um morto na Flandres e outro em Moçambique.

A Batalha de La Lys, em França, decorreu no dia 09 de abril de 1918 e resultou em sete mil baixas portuguesas, entre mortos (400) e feridos.


NESTA SECÇÃO

Bolsas duplicam para alunos que forem para os Açores

A Câmara da Batalha anunciou que vai duplicar o valor das bolsas de estudo a atribuir aos jo...

Escola requalificada abre portas a projeto sempre inacabado

A obra de requalificação da Escola Básica e Secundária da Batalha foi inaugurada no dia 7 de...

Casal de burlões condenado por arrendar casas alheias

O Tribunal de Leiria condenou um casal residente no Concelho da Batalha a sete anos de prisã...