Ladrões levam mil euros de rede da vedação da Quinta do Escuteiro

“Uma parte significativa da rede de vedação do novo terreno” da Quinta do Escuteiro, no concelho da Batalha, “foi desmontada e levada por desconhecidos”, revelou o centro escutista da região de Leiria-Fátima do Corpo Nacional de Escutas.

“Este furto [150 metros de rede, com o valor de 1.138 euros, considerando apenas o material], entristece-nos profundamente, mas não nos desmotiva”, afirma Daniela Casimiro, responsável pelo centro escutista.

Apesar do assalto, ocorrido na madrugada do dia 28 de dezembro, “os trabalhos de valorização prosseguirão, de modo a que a Quinta do Escuteiro continue ao serviço dos escuteiros, de outras associações e empresas, de grupos de amigos ou de famílias, dos oito municípios da região escutista de Leiria-Fátima,” adianta.

“A colocação da rede, no dia 2 de dezembro, foi o início de um projeto maior, de valorização do terreno adquirido há três anos, de modo a que as comunidades pertencentes aos agrupamentos de escuteiros da região de Leiria-Fátima possam usufruir do espaço”, refere em comunicado a Quinta do Escuteiro.

Numa comunicação enviada aos agrupamentos de escuteiros da região de Leiria-Fátima, faz “um apelo no sentido de colaborarem para a salvaguarda dos bens, adotando medidas simples para que situações como esta não voltem a acontecer”.

Por exemplo, “quem mora ou passa perto da Quinta do Escuteiro, esteja alerta e caso note alguma situação estranha ou suspeita, contacte a GNR da Batalha ou o centro escutista”, pois “o espaço enriquece a região e conta, por isso, com a ajuda de todos para a sua preservação”.

“Este centro move-se, em grande parte, pelo espírito de entrega, voluntariado e de serviço dos escuteiros de Leiria-Fátima, que se deslocam dos vários pontos da região para se dedicarem a este projeto comum, iniciado há 35 anos”, destaca o comunicado.

O assalto foi comunicado à GNR da Batalha, que “irá acompanhar o caso e reforçar a fiscalização na zona”, segundo os escuteiros.


NESTA SECÇÃO

Marcelo: “houve uma recuperação pequena no turismo"

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, encontrou-se no dia 13 de novembro com e...

Acabar com pontos negros custa 50 mil euros na primeira fase

A Câmara da Batalha lançou em outubro um plano de segurança rodoviária para definir quais sã...

Covid-19: Concelho esteve quatro dias em recolher obrigatório noturno

O Concelho da Batalha esteve quatro dias em recolher obrigatório noturno – e escapou à tange...