Jovem apanhado pela GNR por roubar motas e carros

Um jovem suspeito de cometer assaltos no Concelho da Batalha está a aguardar o julgamento em prisão domiciliária, sujeito ao uso de pulseira eletrónica, por determinação do Tribunal de Leiria.

A detenção do suspeito, de 29 anos, foi consumada na quarta-feira, 17, pelo Núcleo de Investigação Criminal da GNR de Leiria.

As autoridades consideram-no “fortemente indiciado da prática de quatro crimes de furto qualificado e quatro crimes de condução sem habilitação legal, e ainda, na forma tentada, de dois crimes de furto qualificado”, segundo o Ministério Público (MP) de Leiria.

No período de quase um ano, entre fevereiro do ano passado e 17 de janeiro último, “o arguido dirigiu-se a motociclos e automóveis estacionados na Maceira (Leiria) e na Batalha e nos arredores” e furtou-os, segundo uma nota divulgada pelo MP na segunda-feira, 22.

O jovem conduziu os motociclos e viaturas “sem se encontrar legalmente habilitado” para efeito e nalgumas “situações, por motivos não apurados, não logrou concretizar o seu desiderato [furtar os veículos]”.

Segundo os autos, “dedicava-se de forma habitual e reiterada à prática de furtos de motociclos e automóveis, com vista à sua apropriação, já tendo sido condenado pela perpetração de crimes de furto qualificado”.

Perante “a existência de perigo de continuação de atividade criminosa e de perturbação grave da ordem e tranquilidade públicas”, o Tribunal de Leiria determinou, na sexta-feira, 19, que o suspeito aguarde o julgamento sujeito à “obrigação de permanência na habitação, com recurso de meios técnicos de controlo à distância, ficando a aguardar a implementação desta medida em prisão preventiva”.


NESTA SECÇÃO

Atingidas as 20 vítimas mortais relacionadas com a Covid-19

O número de pessoas falecidas no concelho da Batalha com Covid-19 aumentou para 20 no último...

Incidência da doença no concelho diminuiu no último mês

O Município da Batalha apresentava no dia 12 de setembro uma incidência elevada de Covid-19,...

Campa em pedra desparece do cemitério do Reguengo

O “desaparecimento” de uma campa em pedra do cemitério do Reguengo do Fetal, no dia 24 de ju...