MCCB (Museu da Comunidade Concelhia da Batalha)

Espaço do Museu

Investigação acerca do Couto Mineiro do Lena

O MCCB recebeu, no dia 25 de maio, uma menção honrosa na cerimónia de entrega de prémios da Associação Portuguesa de Museologia (APOM), na categoria “Investigação”.“100 anos de Carvão – um projeto de investigação participada” foi o premiado.

O trabalho envolveu uma vasta equipa que contou com a orientação científica do especialista no tema, José Manuel Brandão, e envolveu recolha de objetos, entrevistas orais junto dos antigos mineiros e escolhedoras de carvão, pesquisa de documentação, entre outras ações.

A investigação resultou em diversos artigos escritos, na realização de encontros temáticos e na criação de uma exposição. Esta última intitulada “100 Anos de Carvão - Minas da Batalha: 1854-1954” está patente no Museu, na área dedicada a exposições com investigação participada.

O percurso expositivo segue uma linha cronológica, cruzando objetos do quotidiano dos mineiros (gasómetros, picaretas, pás, roupas…), com documentos administrativos (livros de ponto, fichas individuais dos mineiros), passando por peças relacionadas com os cuidados médicos (seringas, esterilizadores, estetoscópio…).

Aos objetos do quotidiano mineiro da Batalha, juntam-se peças oriundas de outras minas nacionais, como as do Lousal ou as de Aljustrel. Acrescentam-se ainda as peças vindas do Museu Nacional de História Natural e da Ciência, nomeadamente um tronco fóssil com 3 milhões de anos e um nível topográfico do século XIX.

Do concelho vizinho de Porto de Mós – que partilhou a mesma atividade mineira – veio um cesto de pesagem de carvão, um camartelo, entre outras peças. Uma maquete com estrutura de entivação vinda do Museu do Instituto de Engenharia do Porto marca também a exposição que se dedica às mulheres e aos homens que trabalharam nas Minas da Batalha.

O prémio atribuído pela APOM é, pois, o reconhecimento da valorização do trabalho de investigação participada e do envolvimento comunitário que assenta na missão do MCCB, inaugurado em 2011.

Recorde-se que a mesma associação já havia premiado o MCCB com o galardão de “Melhor Museu Português”, em 2012, e que é o prémio mais importante das edições anuais da APOM. Na cerimónia de 2018, este título foi atribuído ao Museu Metalúrgica Duarte Ferreira (Tramagal - Abrantes).

A APOM foi criada em 1964 com o objetivo de agrupar os profissionais de museologia ou instituições equiparadas a museus segundo os critérios estabelecidos pelo ICOM (Conselho Internacional dos Museus). Contando com diversos especialistas, a APOM, trabalha no sentido de reforçar a importância dos museus na sociedade, aproximando-os das pessoas. A atribuição dos prémios por esta associação é, com efeito, um incentivo fundamental no desenvolvimento e na inovação dos nossos museus.

O Município da Batalha, através do MCCB, reforça o convite a visitar o Museu, relembrando que, aos primeiros domingos do mês, os munícipes e residentes na Batalha têm entrada gratuita.


NESTA SECÇÃO

Gestão e serviço público

Os serviços públicos existem para manter as sociedades organizadas, tendo a obrigação de dis...

As singularidades da alma

O grupo Expensive Soul constitui um daqueles casos de eclectismo da música, havendo recebido...

Tomate, uma fruta ou vegetal?

Em termos botânicos é considerada fruta porque surge da parte reprodutiva da flor onde as se...