Eusébio José

Carta de Leitor

A igreja da Golpilheira

Após várias tentativas consegui finalmente ver a Igreja de Nª Srª de Fátima da Golpilheira por dentro, pois que no seu exterior já a tinha apreciado e gostado das obras de beneficiação de que foi alvo.

Fiquei deveras encantado com as obras efetuadas, tanto exterior como no interior. E digo-vos que valeu a pena o trabalho e esforço de todos, pois está muito linda.

E não posso deixar de expressar aqui um grande tributo ao povo da Golpiheira, pelo esforço que fez para conseguir levar avante as obras. Povo este que eu conheço muito bem e com quem lido há perto de 40 anos e que gosta sempre de me ver por aquelas bandas.

Povo humilde, bairrista, trabalhador, amigo do seu amigo e que tem sempre um “olá doutor” para me dirigir. Um singelo obrigado pelas gentilezas que sempre me manifestam.

A Golpilheira é uma terra de gente que tem brio em tudo, nas suas festas, na sua igreja, no seu centro recreativo e em tudo o que faz. É um povo bairrista que me faz lembrar a gente da serra, donde sou originário.

É um povo assim que dá mais brilho e mais visibilidade à sua terra. Este espírito bairrista está a desaparecer da nossa juventude e é necessário reinventá-lo de novo.

Parabéns a todos os golpilheirenses.

Ao que me informaram a igreja ainda vai ficar mais linda e bonita com a chegada dos seus vitrais.

Eu vou ficar à espera e prometo fazer uma visita, quando eles chegarem.


NESTA SECÇÃO

O museu dos sentidos. Ver

Temos vindo a apresentar, nesta coluna, alguns dos recursos existentes na exposição do MCCB ...

Como agir numa emergência

Ao contrário de emergências em locais que conhecemos bem, como as nossas casas ou os locais ...

Regime contributivo dos independentes

Com a entrada em vigor do novo regime, janeiro de 2019, deixa de haver escalões de remuneraç...