Filipe Curado expõe ciclo da vida em “360”

O escultor Filipe Curado, que reside na Batalha há 12 anos, tem patente uma exposição intitulada "360" na galeria Espaço Exibicionista, em Lisboa, que constitui “uma metáfora sobre a trajetória universal do Homem”.

A exposição é composta por nove esculturas, dispostas em circunferência, fazendo referência aos diferentes ciclos da natureza - evolução, degradação ou destruição e renovação ou renascimento -, e está patente até dia 27 deste mês de maio.

Na exposição "360" está refletida a busca incessante do escultor em trabalhar novos temas, técnicas e materiais, porém mantendo uma alusão ao motivo da árvore que tem caracterizado fortemente o seu percurso artístico. Filipe Curado construiu formas perfeitas, partindo da roda, tendo depois desconstruido-as em diferentes etapas do percurso evolutivo do seu trabalho.

O escultor, natural de Leiria (1978), iniciou o seu percurso artístico em 1998, contado já com mais de 50 exposições individuais e coletivas, tanto em Portugal como no estrangeiro. Está representado em quatro galerias nacionais, em Lisboa, Porto e Estoril.

A exposição pode ser visitada de segunda a sexta-feira, das 11 às 20 horas, e ao sábado, das 11 às 18 horas.

 

Foto: Galeria Espaço Exibicionista


NESTA SECÇÃO

Alunos inspiram-se no mosteiro para produzir obras de arte

Uma turma de 14 alunos da Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha (ESAD.CR)/P...

Jogos tradicionais do povo (II)

Em Setembro de 2006 publiquei nesta secção um apontamento sobre os jogos populares. Este seg...

Joana Marques, humorista: “Se não pode vencê-los afaste-se deles”

A guru de anti-ajuda e humorista, Joana Marques, começa a sua mais recente obra, “Vai Correr...