Filipe Curado expõe ciclo da vida em “360”

O escultor Filipe Curado, que reside na Batalha há 12 anos, tem patente uma exposição intitulada "360" na galeria Espaço Exibicionista, em Lisboa, que constitui “uma metáfora sobre a trajetória universal do Homem”.

A exposição é composta por nove esculturas, dispostas em circunferência, fazendo referência aos diferentes ciclos da natureza - evolução, degradação ou destruição e renovação ou renascimento -, e está patente até dia 27 deste mês de maio.

Na exposição "360" está refletida a busca incessante do escultor em trabalhar novos temas, técnicas e materiais, porém mantendo uma alusão ao motivo da árvore que tem caracterizado fortemente o seu percurso artístico. Filipe Curado construiu formas perfeitas, partindo da roda, tendo depois desconstruido-as em diferentes etapas do percurso evolutivo do seu trabalho.

O escultor, natural de Leiria (1978), iniciou o seu percurso artístico em 1998, contado já com mais de 50 exposições individuais e coletivas, tanto em Portugal como no estrangeiro. Está representado em quatro galerias nacionais, em Lisboa, Porto e Estoril.

A exposição pode ser visitada de segunda a sexta-feira, das 11 às 20 horas, e ao sábado, das 11 às 18 horas.

 

Foto: Galeria Espaço Exibicionista


NESTA SECÇÃO

ZêzereArts traz cinco coros ao mosteiro da Batalha

O Festival ZêzereArts apresenta este sábado, 20, nas Capelas Imperfeitas do Mosteiro da Bata...

Festival Artes à Vila já abriu para toda a família

A 2ª edição do festival “para toda a família” Artes à Vila está a decorrer até domingo, 30, ...

Festival gótico leva Ashram ao mosteiro

Os napolitanos Ashram dão um concerto gratuito no Mosteiro da Batalha, a 29 de agosto, na ab...