Fibra ótica vai cobrir 75% do concelho

O Município da Batalha subscreveu no dia 19 de setembro protocolos de cooperação com os operadores para a expansão da rede de fibra ótica no concelho de Batalha, de forma a alcançar uma taxa de disponibilidade superior a 75% do número de fogos e assegurar a utilização das condutas de comunicação, “o que permitirá a interligação em fibra ótica dos edifícios municipais de uma forma mais eficiente e com menores custos”.

“O investimento em redes de comunicação de nova geração e a oferta de serviços baseados em redes de banda larga são cruciais para o desenvolvimento da economia local e para o aumento da competitividade do território, constituindo os acordos com a Altice Portugal/MEO, um estímulo ao investimento na expansão da rede de fibra ótica no concelho”, refere a autarquia em comunicado.

O operador compromete-se a desenvolver a rede de fibra ótica no concelho nos próximos 22 meses, devendo garantir uma taxa de cobertura superior a 75% do número de fogos, permitindo simultaneamente a partilha de recursos e acesso aos 32 quilómetros rede de condutas instalada no município.

Os operadores apenas devem facultar o acesso a condutas integradas na ORAC (Oferta de Referência de Acesso a Condutas, regulada pela ANACOM) a outros congéneres de comunicações eletrónicas. Por acordo entre as partes, “entende-se que o interesse público subjacente aos projetos de interligação em fibra ótica dos edifícios municipais justifica plenamente, ainda que com caráter excecional, que o município utiize a rede de condutas”.

“Este passo de otimização e expansão da rede de fibra ótica no concelho é um importante contributo ao nível da melhoria dos serviços de comunicações, televisão e acesso à Internet disponibilizado às famílias e empresas, com ganhos no muito curto prazo em alguns lugares das freguesias de Reguengo do Fetal e São Mamede, onde a oferta destes serviços é insuficiente”, refere o presidente da câmara municipal.

“Outro ganho deste acordo é o objetivo de evitar a duplicação de infraestruturas no município e reduzir o volume de intervenções no subsolo mediante o recurso e partilha das condutas existentes”, adianta Paulo Batista dos Santos.

 


NESTA SECÇÃO

Vivência dos frades dominicanos na Batalha contada em livro por Rui Borges Cunha

“O Convento de Santa Maria da Vitória. A vivência dos frades dominicanos na Batalha” é o tít...

Projeto à procura da vaca-ruiva regressa este sábado ao Concelho da Batalha

O projeto vaca-ruiva regressa ao concelho da Batalha na noite deste sábado, dia 16, com uma ...

30ª FIABA traz de volta à Batalha o artesanato, gastronomia e música até domingo

A 30ª edição da Feira de Artesanato e Gastronomia da Batalha – Mostra do Mundo Rural (FIABA)...