Faleceu ex-presidente da Câmara da Batalha

A Câmara da Batalha decretou esta sexta-feira, 9, dois dias de luto municipal pelo falecimento do antigo presidente do município e provedor da misericórdia António de Almeida Monteiro.

O município “endereça à família sentidas condolências” pelo desaparecimento, esta sexta-feira, do engenheiro agrónomo, que também foi deputado no Parlamento na VIII Legislatura (1961-1965) e XI Legislatura (1973-1974).

António de Almeida Monteiro, natural de Santo Antão, “foi um destacado batalhense que ocupou, ao longo da sua vida, diversos cargos de relevo, com destaque para a presidência da câmara municipal , a provedoria da Misericórdia da Batalha e a Câmara Corporativa (órgão consultivo da Assembleia Nacional)”, enquanto vogal da direção da Federação dos Grémios da Lavoura da Estremadura, explica o município.

Nascido a 23 de agosto de 1922, era licenciado em agronomia, tendo publicado diversos trabalhos sobre a batalha de Aljubarrota e a história de Portugal.

O antigo autarca recebeu da Presidência da República a Comenda da Ordem de Cristo e foi distinguido com uma condecoração real pela Rainha Isabel II, de Inglaterra, em 1958.


NESTA SECÇÃO

Uma câmara mais perto das pessoas

  A governação de uma câmara municipal é uma função nobre, que deve ter as pessoas em pri...

Garantimos que a Batalha não se resumirá ao mosteiro

Apresento a minha candidatura pelos munícipes da Batalha. Estarei disponível para ouvir os p...

A fundamental questão: por que nos candidatamos à presidência da Câmara da Batalha?

  A primeira análise que se deve fazer a uma candidatura política é a motivação dessa can...