Célia Ferreira

AMHO A Minha Horta

Espreguice-se como uma árvore que perde as folhas

Chegou o outono, agora o frio, em breve as geadas. É tempo de frio e das culturas que o toleram. É tempo das plantações/sementeiras de inverno, é tempo de mais recolhimento.

O cair das folhas faz a árvore libertar-se do que não lhe faz mais bem e ultrapassar melhor o inverno, pois conserva as suas energias e depois é que nascerão novas folhas. Este processo lembra-nos que devemos deixar ir o que não nos faz mais sentido - aceitar e reconhecer os diferentes ciclos da vida é tão tranquilizante.

Uma horta biológica também precisa de ser alimentada, mas sempre com o cuidado de ser com produtos naturais. Por cá, deixamos as ervas que arrancamos em baldes com água ou barricas e é com essa água, que tem os nutrientes das plantas, que regamos a horta - simples não acham? Podemos ainda adicionar o composto gerado pelo estrume dos animais, que vai alimentando a terra, para que possa ter mais nutrientes.

No meu quintal tenho encontrado muitas moscas da fruta, o que não é normal por esta altura - têm umas asas mais triangulares e são mais pequenas que as moscas normais. Pois bem, deduzo que esta alteração das temperaturas tenha influenciado a sua presença, nesta altura do ano, e é um lembrete para cuidarmos dos nossos citrinos. Uso colocar as armadilhas nas árvores, que podem ser feitas com garrafas de água nas quais se fizeram pequenos furos e colocar lá dentro uma solução comercial, ou então, alguma fruta amadurecida. Há também quem use água com restos de bacalhau demolhado, o importante é que atraía a mosca para o interior que depois fica aprisionada. Este procedimento deveria ter sido já executado, pois as picadas na fruta já tiveram lugar muito antes, mas ainda assim podemos fazê-lo agora.

Lembre-se que a natureza é sábia e mesmo que os frutos caiam ao chão, por não terem quem os recolha, eles vão devolver à terra os seus nutrientes, assim não se apoquente com a fruta do chão, a natureza sabe o que faz. A nossa cultura incutiu-nos muitos preceitos que podem ser contranatura, ainda hoje me apeteceu espreguiçar na rua e uma voz me disse que por educação não o podia fazer, acabei por fazê-lo e foi libertador.

Será que tudo o que nos ensinaram está mesmo certo, encontre as suas verdades, por tentativa e erro e viva de bem com elas.

Na verdade, espreguiçar é tão bom e tão importante, pois alongamos o corpo e deixamos fluir a energia, por isso espreguice-se à vontade, quando o corpo assim o pede, de preferência logo ao acordar esticar bem alto e agradecer a oportunidade de acordar.

Hortícolas para semear e/ou plantar ao ar livre: acelgas, alfaces, alho francês, agrião, brócolos, cebolas, cenouras, coentros, Couves várias, couve-rábano, espinafres, espargos, favas, mostardas, nabiças, nabos, rabanetes, rúcula, salsa.

Jardim, semear e/ou plantar: amores-perfeitos, margaridas, açucenas, cíclames, narcisos, crisântemos, jacintos e tulipas.

Se é das pessoas que no inverno não tem tempo para cuidar da horta, pode aproveitar e deixar terreno em pousio, pode sempre semear plantas que fazem adubação verde, como tremocilha, alfafa ou luzerna, entre outras.

Na horta posso cultivar bons alimentos e bons sentimentos!

https://www.facebook.com/AMHO.A.Minha.HOrta/

Boas Colheitas

 

 


NESTA SECÇÃO

“A Quaresma do deserto não é negação da autoestima”

(…) A nossa Quaresma recorda, não apenas a história de Israel, mas também a história pessoal...

Nª Srª das Candeias e a tradição dos fritos na Freguesia de São Mamede

Diz a tradição popular portuguesa que a 2 de fevereiro, dia de Nossa Senhora das Candeias, s...

Duarte Costa, um mestre da guitarra quase esquecido

Acontece que no domínio das artes, seja na literatura, na pintura, na escultura ou na música...