Empresas entre as que pagam os melhores salários do distrito

Os trabalhadores por conta de outrem do Concelho da Batalha auferem o terceiro melhor salário base do distrito de Leiria - apenas atrás da Marinha Grande e Leiria - , com um valor de 805 euros, mas, ainda assim, abaixo da média nacional de 922 euros, segundo os dados estatísticos mais recentes, referentes a 2016.

Segundo a Pordata, a base de dados de Portugal contemporâneo da Fundação Francisco Manuel dos Santos, as mulheres continuam a receber em média menos do que os homens. No caso da Batalha, a diferença é de 164 euros, próximo do resultado nacional (156 euros), mas muito longe da média distrital (121 euros).

As estatísticas sobre a “Remuneração base média mensal dos trabalhadores por conta de outrem”, divulgadas no dia 7 deste mês, revelam que um homem empregado na Batalha recebeu 872 euros por mês em 2016, enquanto uma trabalhadora auferiu 708 euros. No total, o concelho é o 72º melhor do país em salário base.

Em dois anos, de 2015 para 2016, as remunerações base subiram 24 euros na área do município. No caso dos homens evoluíram 22 euros e no das mulheres 32 euros. Estes resultados superam os verificados nas regiões do Centro, Tejo e Oeste, com exceção dos referentes às mulheres.

No entanto, neste período, as empresas do concelho foram aquelas que mais aumentaram as mulheres e ficaram na terceira posição na estatística global, ou seja, incluindo também os homens.

 

Na primeira posição da região encontra-se o Concelho da Marinha Grande, com um salário base médio de 1.003 euros, acima da média nacional de 922 euros. Na segunda posição surge o concelho de Leiria, que apresenta um ordenado mais baixo 153 euros e, no último lugar do pódio está o município da Batalha, com menos 198 euros. O concelho cai para a quinta posição do distrito na remuneração paga às mulheres, sendo ultrapassado Porto de Mós e Óbidos, que pagam mais três euros cada um.

No lado oposto da tabela encontram-se três concelhos do norte do distrito: Alvaiázere, onde cada trabalhador recebe menos 357 euros do que na Marinha Grande; Pedrógão Grande, menos 238 euros e Ansião, menos 323 euros.

O concelho de Alvaiázere está na 294ª posição do ranking dos 308 municípios. No primeiro terço da tabela nacional, ou seja, aqueles onde as empresas pagam melhor, encontram-se apenas a Marinha Grande, Leiria, Batalha, Porto de Mós e Óbidos.

Na média geral dos 16 municípios do distrito de Leiria, o salário base foi de 757 euros, registando-se uma evolução positiva de 2015 para 2016 de 8,67 euros, com as mulheres a auferirem aumentos de 9,45 euros (para 691 euros), enquanto os salários dos homens subiram 7,76 euros (813 euros) - um sinal de convergência, apesar dar trabalhadoras da região continuarem a receber menos.

Os três concelhos que melhor pagam acumulam também a maior diferença salarial entre homens e mulheres: 164 euros na Batalha e 318 euros na Marinha Grande, com Leiria a registar 176 euros. Por oposição, as diferenças menores notam-se nos municípios onde as remunerações são mais baixas (em Pedrógão Grande é de 19 euros).

A região de Leiria apresenta salários base pagos a homens e mulheres abaixo da média nacional, que são, respetivamente, de 994 e 838 euros. As empresas de Alcochete são as que melhor pagam (2.059 euros). O município de Sátão apresenta o pior valor (618 euros).

No contexto da Comunidade Intermunicipal da Região de Leiria (10 municípios do centro e norte do distrito), a estatística aponta outra realidade e a Batalha fica abaixo dos valores médios, que são os seguintes: total 840 euros, homens, 917 euros e mulheres 735.


NESTA SECÇÃO

Oposição abandona assembleia no dia do orçamento

Os deputados do PS e do CDS-PP abandonaram, em conjunto, a última Assembleia Municipal da Ba...

Vícios lança cartão e vira-se para os presentes

A loja Vícios – propriedade da batalhense Sónia Oliveira Costa – anunciou a criação de um “C...

Turistas alojados no concelho cresceram 25%

O concelho é o terceiro melhor posicionado na taxa de ocupação de camas e o quinto na propor...