Empresa do concelho constrói regadio na lezíria

O grupo Oliveiras é o responsável pela construção de dois blocos de rega do projeto de aproveitamento hidroagrícola da lezíria grande de Vila Franca de Xira, uma obra lançada este sábado, 3, e adjudicada por 26,23 milhões de euro.

O auto de consignação da empreitada foi assinado entre a empresa de engenharia e construção da Batalha e a Associação de Beneficiários da Lezíria Grande de Vila Franca de Xira e respeita à modernização dos blocos de rega números cinco e seis.

Em simultâneo, foi lançada a primeira pedra da obra, numa cerimónia em que estiveram presentes o primeiro-ministro, António Costa, e ministro da Agricultura, Capoulas Santos.

O projeto, com um prazo de execução de 22 meses, está dividido em dois blocos de rega e beneficiará uma área superior a 2.300 hectares de terrenos, onde serão executados 38 quilómetros de condutas.

A empreitada inclui a construção de duas estações elevatórias e respetivos acessos: a estação elevatória da Caliça, situada no rio do Risco e destinada a reforçar o caudal do canal principal, e a estação das Galés, que pressurizará a rede de condutas dos dois blocos de rega.

A construção de dois novos pontões, um na estrada do Camarão e outro no interior do perímetro, em Bico do Ruivo, ambos sobre o canal principal, completa a adjudicação.

A Oliveiras, fundada em 1981, é a principal unidade do grupo Oliveiras, com 280 funcionários. A empresa investiu em 1990 em novas instalações, recentemente remodeladas e ampliadas. Em 2017 adquiriu um escritório próprio em Lisboa, no Prior Velho.

Atua em diferentes sectores, como abastecimento de águas, ambiente, desporto e lazer, edifícios industriais, reabilitação/renovação de edifícios, saneamento e vias de comunicação.

O grupo é constituído pela Oliveiras, Gestoliva - Sociedade Imobiliária SA e pela Oliveiras - Participações e Investimentos SGPS, SA.


NESTA SECÇÃO

Batalha junta acionistas ibéricos da SUMA em festa

A empresa SUMA, que faz a recolha dos resíduos sólidos urbanos no concelho, reuniu duas cent...

Orçamento cresce 2,2 milhões e mantém impostos

As “Grandes opções do plano 2020-2023” da Câmara da Batalha, divulgadas no final de outubro,...

Juros pagos pela câmara equivalem a 0,50 euros/habitante

O Anuário Financeiro dos Municípios Portugueses 2018 coloca a Câmara da Batalha no 11º lugar...