Emigrante da Batalha assassina à facada outro português em França

Um português natural da Batalha é suspeito de assassinar à facada um cliente no restaurante de que é proprietário, nos arredores de Paris, na madrugada desta sexta-feira, 6. Carlos Soares, de 44 anos, dono do restaurante Continental, em Ormesson-sur-Marne, terá atingido mortalmente um dos melhores clientes do estabelecimento, pelas 01h30, por motivos desconhecidos.

O emigrante natural da Torre, freguesia de Reguengo do Fetal, estaria a beber com os clientes quando se desentendeu com David Alves Silva, de 27 anos, natural de Figueira de Castelo Rodrigo.

A discussão começou no interior do estabelecimento (restaurante e bar), onde estariam umas 25 pessoas, mas foi já no exterior que Carlos Soares foi visto a atingir o cliente com uma facada no coração. Depois abandonou o local de carro, mas voltou passados 15 minutos e foi detido pelas autoridades policiais. A arma do crime foi encontrada no contentor do lixo junto ao restaurante.

David Alves Silva, residente em Noisy-le-Grand, Seine-Saint-Denis (a 15 quilómetros do local do crime), estava em França há cinco anos e trabalhava na construção civil. Era casado e deixa dois filhos, um de seis anos e outro de 20 meses. A sua morte foi declarada às 02h15, quando resultaram infrutíferas as tentativas das autoridades de saúde para o reanimar.

Carlos Soares, casado e pai de três menores, com idades aproximadas de 3, 13 e 15 anos, vive em Villiers-sur-Marne e explora o Continental há dois anos. O restaurante é muito conhecido da comunidade portuguesa e palco de eventos, nomeadamente espetáculos musicais, com maior frequência nas noites de quinta-feira para sexta-feira, em que a festa se prolongava.

A 9 de abril de 2016 recebeu a 25ª edição do convívio de Batalhenses radicados em França,um evento que juntou mais de 150 participantes no estabelecimento situado no nº 39 rua de Provins, em que participou uma comitiva da Batalha, liderada pelo presidente da câmara, Paulo Batista Santos. O autarca da Batalha considerou esta noite de sábado, 7, num comentário a uma informação do "Le Parisien", partilhada pelo deputado Carlos Gonçalves, que a notícia foi "um choque para todos".

A investigação do crime está a cargo dos agentes da polícia judiciária de Val-de-Marne.


NESTA SECÇÃO

Festas da Batalha atraíram 60 mil pessoas

As Festas da Batalha, que terminaram este domingo, 18, “terão atraído à vila mais de 60 mil ...

Batalha distingue cidadãos exemplares com medalhas de mérito

A autarquia da Batalha homenageou com medalhas de mérito, na sessão solene do Dia do Municíp...

28º Jantar da diáspora batalhense marcado para 16 de novembro

No 28º Jantar Anual de Confraternização da Diáspora Batalhense está marcado para o dia 16 de...