"Elsa" derruba árvores no Concelho da Batalha

A passagem da tempestade “Elsa” pelo Concelho da Batalha está na origem de 11 ocorrências até às zero horas deste sábado, dia 21 de dezembro, segundo a Proteção Civil Nacional.

Há registo de 10 intervenções relacionadas com quedas de árvores e uma inundação, que obrigaram ao empenhamento dos Bombeiros Voluntários da Batalha e motivaram o envolvimento de 31 operacionais, auxiliados por 12 viaturas.

Esta sexta-feira houve quatro intervenções relativas a quedas de árvores e uma inundação. As restantes ocorrências registaram-se na quarta-feira (uma) e quinta-feira (cinco).

A freguesia da Batalha foi a mais afetada, com seis ocorrências, seguindo-se São Mamede, com três, e a freguesia de Reguengo do Fetal, com duas.

Segundo o Serviço Municipal de Proteção Civil da Batalha, na sequência da "precipitação e vento associados à depressão “Elsa", caíram mais de duas dezenas de árvores no concelho, sendo quatro de grande porte, e um cabo de energia; registando-se ainda inundações e acidentes sem gravidade".

Na sexta-feira foi preciso intervir em resultado da "queda de pedras de grandes dimensões na Rotunda de Trujillo e na Variante da Batalha", explicou o presidente do município e responsável pela Proteção Civil Municipal, Paulo Batista Santos.

Foto de açude do rio Lena;  Facebook de António Almeida

/https://www.facebook.com/photo.php?fbid=2874988425868126&set=a.333499446683716&type=3&theater

 

 

 


NESTA SECÇÃO

Mil pessoas e 200 empresas solicitaram testes à Covid-19

A Câmara da Batalha iniciou no dia 6 de julho a primeira fase de disponibilização de testes ...

Assembleia municipal reclama início imediato das obras no mosteiro

A Assembleia Municipal da Batalha aprovou no dia 22 de junho, por unanimidade, uma moção que...

Ordenados aumentaram 688 euros em três décadas no concelho

Um dos fatores decisivos para o crescimento da economia no distrito de Leiria foi o aumento ...